Evite acidentes na hora de realizar sua fantasia sexual

Camisinha estourada, lingerie velha, sons e odores indevidos, acessos de riso... Como lidar com as gafes mais comuns numa transa!

Ele riu da sua fantasia? Calma, há jeito! 
Foto: Dreamstime

Quando transamos, parece que o mundo lá fora nem existe. E a empolgação é tanta que, às vezes, a situação descambapara o inesperado. Pode ser a carícia que, de tão caprichada, acaba machucando; o rapaz que não está tão cheirosinho como você imaginava; ou até um pum que escapa, acabando com o clima… E nem pense em fazer cara de ‘imagine, isso não acontece!’, pois todo mundo tem alguma história para contar e a próxima pode ser com você. E aí, vai saber o que fazer? ‘O melhor é agir com naturalidade e bom humor’, diz a personal sex trainer Fátima Moura, de São Paulo. A sexóloga Rita Jardim, do Rio de Janeiro, concorda: ‘Se algo não deu certo, seja com o parceiro fixo ou casual, há duas saídas: dar risada ou ter uma conversa franca!’

Sexo sem saias-justas!

… E se você falar o nome do ex para o atual?
Se o namoro for recente, peça desculpas, explique que foi apenas a força do hábito e não prolongue o assunto. Agora, se você já está com o atual há um tempão e, do nada, troca o nome dele, a situação piora. Peça desculpas, faça um dengo nele e tente mudar logo de papo.

… E se a camisinha estourar?
O estresse é inevitável, devido ao risco de gravidez e doenças sexualmente transmissíveis. Se o clima não desandar, continue – com outra camisinha, claro! E não descuide: vá logo ao médico, converse sobre a ‘pílula do dia’ Seguinte e faça exames.

… E se ele estiver suadão?
Não adianta fingir que nada está acontecendo: odor desagradável corta qualquer clima! Se você só perceber o cheiro quando estiver bem perto do ‘amigão’ dele, volte a fazer carinhos na barriga, dê beijinhos e convide-o para um banho a dois: ‘Quero nós dois bem cheirosos um para o outro’.

… E se ele negar fogo?
Normal: seja compreensiva e apoie-o. Cubra-o de beijos e mimos. Quem sabe assim, deixando-o seguro, ele não volta a se animar?

… E se pênis for pequeno?
Nada de pré-julgamentos, pois o desempenho do rapaz pode ser fantástico! Afinal, ele provavelmente vai querer compensá-la de outras maneiras.

… E se pênis for enorme?
Se doer – pois há chance de bater no colo do útero (muito sensível) – peça para o moço ir mais devagar. Ah, e fique por cima dele – assim poderá controlar a intensidadee a profundidade dos movimentos.

… E se ele rir da sua fantasia?
Você quis surpreender com a roupa de feiticeira e ele perdeu o fôlego… de tanto rir! Calma: pode ser reação de surpresa. Entre na brincadeira, pergunte, com voz sensual, o porquê do riso e parta para a ação. Você verá como ele retoma o clima!

… E se vocês caírem da cama?
A empolgação era tanta que o colchão ficou pequeno. Se nenhum dos dois se machucou, continuem a transa no chão mesmo!

… E se sua lingerie for velha?
Ok, você não esperava uma transa naquele dia. Mas nada de mostrar a calcinha esgarçada e desbotada! Se der, escape para o banheiro e já apareça toda nua. Senão, banque a sensual, amasse a calcinha ao tirá-la e jogue-a num canto.

… E se você machucar
o gato durante o sexo oral? É chato, mas acontece – inexperiência ou empolgação. Se ele demonstrar que você o machucou, dê um sorrisinho e aproveite a pausa para perguntar como ele gosta. Continue segura e deixe-o mostrar o melhor caminho. Você irá conquistá-lo ainda mais!

… E se ele der um tapa forte?
Reclame com jeito manhoso, peça tapinhas sutis. Agora, se não gosta, peça que troque os tapas por beijos.

… E se escapar um pum?
Se houver intimidade, ria. Se não, nem toque no assunto e bola literalmente para frente. E não estresse com aquele barulho que a penetração causa ao acumular ar na vagina – os homens levam na boa!

 

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆