Pompoarismo: o que é e 8 motivos (além do prazer) para praticar

A “musculação genital” traz benefícios para a sexualidade e também para a saúde da mulher

Há quem ame e há quem deteste malhar, mas tem uma ginástica que toda mulher deveria experimentar pelo menos uma vez na vida: o pompoarismo. Se você nunca ouviu falar, não se deixe assustar pelo nome diferentão. Pompoarismo é um conjunto de exercícios para fortalecer a musculatura genital feminina, como define a fisioterapeuta especializada em uroginecologia Cátia Damasceno. “É a musculação da ppk”, brinca ela, que também é professora de pompoarismo.

Caso você já tenha conhecimento do que é, mas nunca tenha se animado muito para fazer – às vezes a vida sexual está meio parada e você não vê sentido em dar atenção a essa parte do corpo –, saiba que existem motivos muito além do prazer para praticar o pompoarismo. “É uma técnica importante não só pela satisfação sexual, mas por ter uma conotação terapêutica, que está ligada diretamente à saúde da mulher”, afirma a sexóloga Carla Cecarello, do site de encontros casuais C-date.

Entenda a prática do pompoarismo – é rápido e fácil

Uma das maiores vantagens do pompoarismo é que, uma vez aprendidos os movimentos da técnica, em cursos presenciais ou online, você pode praticá-los em casa quando e por quanto tempo quiser ou puder. É você quem define quanta dedicação pode colocar nisso.

Inicialmente, é necessário saber como contrair e descontrair as três regiões vaginais, que contêm 13 músculos. Para conquistar a primeira área, que é a mais externa, Carla orienta: “Você vai precisar de um espelho. Sentada, vai contrair e abrir só a entrada da vagina”.

Quando tiver dominado essa movimentação, passará para a intermediária. Aqui, o exercício mais fácil conta com o apoio de uma cadeira. “Sente-se com as pernas afastadas e se curve para encostar as mãos no chão. O clitóris deve encostar na cadeira para que se consiga contrair e soltar esse segundo anel vaginal”, detalha.

Então chega a ver da área mais interna da vagina. Para esta, a sexóloga orienta que você se deite e puxe todo o ar, contraindo a musculatura vaginal. Ao soltar o ar, descontraia. “Ao fazer isso, tente se concentrar no períneo [região entre a vulva e o ânus]”.

O ben-wa, principal acessório do pompoarismo (MikeyGen73/Thinkstock)

Os movimentos trabalham inicialmente a força do assoalho pélvico. A fisioterapeuta Cátia recomenda o uso de acessórios durante essa etapa. O ben-wa – duas bolinhas ligadas por um cordão de silicone – é o principal. “Com o auxílio de um lubrificante à base d’água, a mulher introduz uma das bolinhas na vagina e começa os movimentos para sugar o cordão e a outra bolinha. Quando conseguir, passa para os movimentos de expulsão”, ensina.

Outros acessórios muito úteis são o colar tailandês (um cordão com várias bolinhas que também devem ser sugadas e expelidas com a força muscular da vagina e ajudam na consciência vaginal, já que não têm peso), o cone vaginal (que facilita que apenas os músculos pélvicos sejam contraídos durante os exercícios, impedindo que a força seja dividida com os músculos abdominais) e o personal (um vibrador pequeno e fino, “porque é bom estar preparada para todos os tipos de pênis e acessórios na hora do sexo; quem controla um personal pequeno e fino controla um pênis natural ou de borracha de qualquer tamanho e espessura”, diz Cátia).

Todos os acessórios são encontrados facilmente na maioria dos sex shops.

Expert do pompoarismo em seis meses

São necessários até três meses para trabalhar tudo isso em termos físicos. No que diz respeito à sexualidade, porém, os resultados se manifestam bem mais rápido. “Tem alunas que contam que uma semana depois do início dos exercícios já têm orgasmos muito mais controlados e poderosos”, conta Cátia.

Nos três meses seguintes vem o treino de domínio dos movimentos no pênis do parceiro ou nos estímulos da parceira. Com a vagina, você passa a simular os movimentos de sexo oral, a sugar totalmente e a expulsar totalmente o pênis ou o acessório durante a penetração e até a fazer movimentos que simulam… BEIJOS. “É como um MBA do sexo”, compara Cátia. “A mulher passa para outro nível da sexualidade.”

Vantagens do pompoarismo além do sexo

Paralelamente, os exercícios do pompoarismo trazem muitos benefícios para sua saúde; são bônus do domínio consciente dos músculos vaginais. Cátia e Carla contam quais são os mais importantes.

1. Redução das cólicas menstruais

“As cólicas menstruais nada mais são que contrações uterinas para expulsar os coágulos de sangue que revestem as paredes do útero”, explica Cátia, que acrescenta que o pompoarismo aumenta o fluxo sanguíneo da região e evita a formação desses coágulos, reduzindo as cólicas.

2. Alívio dos sintomas da TPM

A grande movimentação dos músculos vaginais interfere na produção hormonal, o que alivia os sintomas da TPM.

3. Melhora do funcionamento do intestino

O controle das contrações e descontrações vaginais têm impacto positivo nos movimentos peristálticos, responsáveis pela movimentação dos alimentos no sistema digestivo. O intestino consegue funcionar melhor na absorção de nutrientes e eliminação do que é desnecessário.

4. Melhora na pele, nas unhas e nos cabelos

Com o intestino funcionando melhor, as toxinas são eliminadas de forma natural e não se instalam na pele, nos cabelos e nas unhas. Além de mais saudáveis, eles ficam mais bonitos.

5. Auxílio para o parto normal

Os movimentos de expulsão do bebê em um parto normal são ainda mais fáceis quando a mulher tem domínio sobre a musculatura pélvica. A recuperação também é mais rápida e tranquila no pós-parto.

>>> Leia mais: Os benefícios do pompoarismo no trabalho de parto e pós-parto

6. Alívio nos sintomas da menopausa

Por aumentar a lubrificação natural da mulher, o pompoarismo pode evitar o ressecamento e a diminuição da libido da mulher na menopausa.

7. Controle do vaginismo

O vaginismo é uma condição que faz com que a mulher tenha contrações involuntárias durante a penetração, o que torna o sexo dolorido e, às vezes, impossível. Com as técnicas de pompoarismo, ela consegue controlar esses espasmos e fazer transar sem sentir dor.

8. Melhora na autoestima

O pompoarismo permite que se tenha total domínio do que o corpo sentirá durante uma relação sexual. A mulher que conhece e controla seu corpo é mais dona de si e, portanto, muito mais segura.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s