Traí meu noivo virgem e fui traída pelo meu amante

Meu ex-noivo só queria sexo depois do casamento. Não deu pra esperar, arrumei um amante. A vida me deu um troco muito pior

Eu era virgem e estava à flor da pele. 
Procurei em outro o que ele não me dava
Ilustração: Mauricio Melo

Conheci o Lúcio numa festa da faculdade. Simpático e atraente, ele chamou minha atenção de cara. Era um dos poucos rapazes ali que não bebiam ou fumavam.

Tomei coragem e o convidei para sentar na minha mesa. Ele aceitou, e, no final da festa, trocamos telefones. No outro dia, ele me ligou. Combinamos uma saída e, depois de alguns encontros, começamos a namorar.

Na época, aos 17 anos, eu ainda era virgem. O Lúcio tinha 25 anos, era todo certinho, mas muito bacana. Nos divertíamos muito juntos, saíamos para dançar, íamos à praia, ao cinema…

Era muito bom estar ao lado dele. Eu estava apaixonada, e ele também demonstrava gostar muito de mim.

Acontece que, depois de um ano de namoro, eu ainda não tinha sido apresentada à família dele. Então, resolvi ir até a casa do Lúcio por conta própria. Procurei o endereço na lista telefônica.

Quando cheguei, uma senhora muito educada me recebeu. O Lúcio não estava. Resolvi jogar um verde, perguntei pela esposa dele. ”Ele não é casado.” Ufa! Pelo menos não era esse o motivo de ele não me levar até lá. Aquela senhora era mãe dele, e eu me despedi dizendo ser apenas uma amiga.

Assim que cheguei em casa, o telefone tocou: ”É você a amiga que apareceu na minha casa hoje?”. Eu confessei que sim, que precisava matar minha curiosidade. O Lúcio brigou comigo, disse que ia me levar para conhecer os pais dele no tempo certo. Aí pude ver como ele era cheio de regras.