Viva um romance de novela

Aprenda quais são as cinco línguas do amor e garanta uma relação a dois harmônica, daquelas que pensava existir só na ficção

Dicas para melhorar o seu relacionamento
Foto: Dreamstime

Sabe aquela sensação frustrante de amar o parceiro, mas não conseguir entendê-lo nem ser entendida por ele? Gary Chapman, autor de As Cinco Linguagens do Amor, explica: cada pessoa possui um “idioma”, a chamada primeira linguagem do amor. Quando o casal não fala a mesma linguagem é que surgem as decepções, pois um não consegue contentar o outro. Como sair dessa? Aprendendo a se comunicar com o bonitão! É mais fácil do que você pensa… 

As 5 linguagens do amor

1. Palavras de afirmação
Receber elogios e ser apreciada pelo parceiro, com certeza, faz diferença – ainda mais para quem tem essa primeira linguagem. Receber um elogio pela roupa que está vestindo ou um agradecimento por preparar o jantar é a melhor evidência do amor que o parceiro sente. Palavras que encorajam também são essenciais para este grupo.

2. Qualidade de tempo
As pessoas deste grupo valorizam estar ao lado do companheiro na maior parte do tempo, ter atividades juntos e dividir experiências. Para elas, é importante receber total atenção do amado enquanto estiverem juntos. “Investir o tempo em uma atividade em comum significa que nos importamos um com o outro”, diz Gary.

3. Receber presentes
Quando essa é a primeira linguagem, tudo que a pessoa receber será uma manifestação de amor do parceiro. Aqui, não há críticas nem exigências por presentes caros – se houver, a pessoa não tem essa como a primeira linguagem. Assim como o material, a presença do companheiro em momentos importantes também é considerada um presente e torna-se um símbolo do amor.

4. Formas de servir
Trata-se de serviço – arrumar a casa, lavar o carro, dar banho no filho… Quem tem essa linguagem principal valoriza muito as ações do parceiro e enxerga tais atitudes como a maior demonstração de amor que poderia receber. Apenas um cuidado é necessário nessa linguagem: saber a diferença entre pedir e criticar. Quem valoriza as tarefas bem realizadas não deve criticar o parceiro caso ele não as faça, mas, sim, aprender a pedir o que deseja

5. Toque físico
O que conta aqui é o contato com o parceiro para sentir que é amada. Para ela, ficar de mãos dadas, receber abraços no meio da rua e ter relações sexuais são manifestações de amor. Por essa ser a principal necessidade, alguém desse grupo sente mais o gesto de carinho quando comparado a quem tem outra linguagem do amor.