5 dicas para não “chutar o balde” na quarentena

Nutricionista explica a importância de manter alguns hábitos diários dentro de casa

 

Sabemos que ficar em isolamento social não é nada fácil e atinge cada um de uma maneira, muitas famílias acabaram aumentando o seu consumo alimentar e nem sempre com os melhores produtos. Os industrializados e as frituras são sempre a primeira opção de quem está entediado e deseja “comer algo gostoso”, mas isso pode acarretar problemas, como o ganho excessivo de peso e outros relacionados à saúde. 

A nutricionista, Wendi Oliveira, nutricionista da Rede de clínicas Atende Mais, afirmou de que fato estar em tempo integral em casa, pode causar a sensação de querer comer mais do que o costume. “Temos que entender que comer é bom e querer comer alguma coisa mais gordurosa e saborosa também é normal, mas tudo com moderação, para não prejudicar o funcionamento do nosso corpo.” 

Pensando nisso,  Wendi, resolveu dar cinco dicas para facilitar o controle do nosso dia a dia e dessa forma ajudar na alimentação:

  1. Mantenha a rotina dos horários de suas refeições. Evitar comer fora do seu horário habitual pode fazer seu organismo trabalhar da melhor forma. 
  2. Coma comida de verdade, que possuem vitaminas e minerais, evite os alimentos fritos, industrializados e ultraprocessados, esses são os mais prejudiciais para a saúde e geram aumento de peso. 
  3. Fuja da ociosidade! Procure atividades para realizar durante o dia, assim mantém a mente ocupada e o corpo ativo. 
  4. Faça atividades físicas. É importante sempre reservar pelo menos uma hora por dia para se exercitar e manter o corpo saudável. 
  5. Planejamento. Planeje o seu dia como se estivesse realizando suas tarefas normalmente, mesmo para aqueles que não estão trabalhando, isso irá fazer com que o seu corpo saiba o tempo certo de cada atividade, melhorando seu funcionamento. 

“Com todas essas dicas, cuidar do corpo e da saúde mental será mais fácil e vale lembrar que se todos fizerem a sua parte, sairemos dessa quarentena muito melhor do que entramos”, finaliza a nutricionista.