Quatro primers coloridos para cobrir e tratar palidez e rosácea

Eles são mais suaves do que os corretivos.

Quando a intenção é cobrir áreas maiores ou tratar questões globais, como palidez e rosácea, opte pelos primers coloridos. “É a melhor dica para evitar que a correção fique muito densa e chame ainda mais a atenção para o que se quer esconder”, afirma Simone Barcelos, fundadora da Escola Madre, em São Paulo.

Falta de luminosidade

Primer colorido

 (/)

Em dias de cansaço ou sono acumulado, o viço é o primeiro a desaparecer do nosso rosto. Os rosados trazem luminosidade na dose certa e, de quebra, ajudam a disfarçar poros dilatados e outros sinais.

Prep + Prime CC Colour Correcting Illuminate, M.A.C, R$ 143*

Fundos acinzentados

Primer colorido

 (/)

Em peles negras muito escuras, nas quais a incidência de uma aparência acinzentada é bastante comum, invista nos tons de salmão e pêssego. A dica vale também para esconder pontos de pigmentação concentrada.

Photo Finish Color Correcting Blend, Smashbox, R$ 199*

Pele muito amarelada

Primer colorido

 (/)

Assim como no caso das manchas amareladas, a tonalidade arroxeada é a mais indicada para quem tem pele pálida. É ótima, inclusive, para os dias pós-procedimentos invasivos, quando alguns hematomas esverdeados se instalam no rosto.

Color Primer Lilás, Océane, R$ 62,60*

Rosácea e sensibilidade

Primer colorido

 (/)

Aqui, vale a mesma indicação para espinhas: vermelhos são compensados por verdes. Este primer tem textura cremosa e é fácil de espalhar. Esconde tudo de uma só vez e em menos tempo.

Verdelin, Quem Disse, Berenice?, R$ 49,90*

COMO COBRIR A CORREÇÃO

Após todo o trabalho feito, com o primer ou com o corretivo, é preciso “apagar” os coloridos – assim, o efeito final será mais verossímil. Use uma leve camada de sua base habitual para isso. Para encontrar o tom ideal, oriente-se por dois fundos principais de pele: o amarelo (ou dourado, o mais típico aqui, no Brasil) e o rosado. São esses os dois grupos que servem como referência para as marcas na hora em que elas vão criar suas gamas de cores. A base, aliás, deve estar presente desde o começo da maquiagem e ser aplicada logo no início do preparo da pele, antes mesmo do processo de correção em si. “Só a base nessa fase já pode ser suficiente para corrigir pequenas imperfeições”, observa Simone.

*Preços pesquisados em outubro/2016

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s