Saiba, de uma vez por todas, como fazer para a sua sobrancelha crescer

Montamos um guia prático com dicas de especialistas + produtos potentes para quem deseja sobrancelhas mais cheias, fortes e saudáveis.

Houve um tempo, lá no início dos anos 2000, que sobrancelhas finas estavam em alta: nos filmes, nas séries, nas revistas… quanto menos pelinhos na região acima dos olhos, e quanto mais desenhados eles estivessem, melhor – atire a primeira pedra quem não foi atingida de alguma maneira pela ~ tendência.

Os anos passaram, o conceito de beleza está cada vez mais amplo e diverso (ainda bem!) e hoje em dia muitas mulheres optam por deixar as sobrancelhas em seu aspecto mais natural possível, espaçando as sessões de depilação ou até mesmo abrindo mão de vez das pinças, linhas e ceras depilatórias. Até nas passarelas de Semanas de Moda internacionais, é muito mais comum encontrar modelos com a sobrancelha cheia e, vez ou outra, até penteada para cima, do que arcos milimetricamente produzidos em salão.

Por aqui, somos a favor do direito de escolha: se quiser tirar a sobrancelha, respeitando as proporções do seu rosto, vá em frente. Se quiser preencher com maquiagem, também! Mas se você, por algum “erro” do passado ou outro motivo, acabou perdendo fios e deseja recuperá-los de uma vez por todas, ou até se almeja pelinhos mais vistosos sem ter de apelar para procedimentos invasivos, temos boas notícias.

Conversamos com experts no assunto para te contar, nesta página, tudo o que é preciso fazer para que suas sobrancelhas cresçam fortes e saudáveis.

Antes de mais nada, encontre a raiz do problema

Caso você tenha percebido que suas sobrancelhas demoram demais para crescer naturalmente, ou notado falhas que antes não estavam lá, você precisa descobrir as reais causas desses problemas – e, para isso, será necessária uma consulta com seu/sua dermatologista.

Leia Mais: 13 dermatologistas dão dicas de ouro para acabar com a acne e a oleosidade

Paola Pomerantzeff, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), explica que os fios das sobrancelhas, naturalmente, demoram mais para crescer quando comparados aos de cabelo, além de serem expressivamente mais curtos. Junte a isso tinturas em excesso, uso de descolorantes, depilações frequentes e maquiagens impróprias aplicadas na região, e pronto: as sobrancelhas, já mais delicadas, ficam fracas e têm o crescimento prejudicado, o que é capaz de resultar em falhas e afinamento dos fios.

A médica diz, ainda, que os mesmos fatores que prejudicam o crescimento dos cabelos, de maneira geral, também afetam as sobrancelhas. Entre eles estão desnutrição ou emagrecimento muito grande em um curto espaço de tempo, distúrbios de tireoide (como o hipotireoidismo), alguns tipos de infecções e até o nosso próprio envelhecimento: a partir dos 40 anos, os fios geralmente afinam e passam a nascer em menor quantidade.

Doenças genéticas, sistêmicas, infectocontagiosas, problemas como psoríase, hanseníase, dermatites, alopecia aresta, deficiências nutricionais, ISTs, como a Sífilis, e até mesmo o estresse diário também podem tornar ainda mais complicado que as sobrancelhas cresçam, lista Flávia M. Weffort Ferreira, da Clínica Leger (RJ).

Rodrigo Pirmez, dermatologista membro da SBD, da European Hair Research Society e da North American Hair Research Society, destaca também que retirar as sobrancelhas de maneira excessiva, não respeitando o intervalo natural de crescimento delas (de 21 a 30 dias), pode enfraquecer MUITO os fios, levando ao afinamento com o passar dos anos.

Além disso, como ensina a doutora Flávia, a tração crônica, realizada por métodos depilatórios como pinça e cera, pode evoluir de afinamento para a chamada alopecia cicatricial, transtorno que provoca a destruição dos folículos pilosos, inviabilizando o crescimento dos pelinhos de uma vez por todas.

Após o diagnóstico do problema que, repetimos, só será possível com auxílio profissional, é hora de ir atrás de alternativas – com ajuda dos especialistas, listamos as principais delas:

Foco na alimentação

Se a principal causa das falhas nas suas sobrancelhas for alguma doença ou distúrbio citado acima, assim que ela for tratada corretamente a tendência é de que os pelinhos voltem a crescer com força. Porém, o problema pode estar no que você come.

Deficiências nutricionais ou de vitaminas também contribuem para o enfraquecimento dos pelos e cabelos – dessa forma, procure manter uma dieta equilibrada e nutritiva, rica em frutas, legumes, verduras e proteínas. Caso prescrito por médicos, vale investir em suplementos vitamínicos com peptídeos, aminoácidos e queratina, que acabam contribuindo para o fortalecimento dos fios. Deficiências de vitaminas já presentes no corpo, como a D, devem ser imediatamente repostas caso diagnosticadas.

Tirar as sobrancelhas? Só com profissionais qualificados

Fernanda Barriviera, diretora técnica do Grupo Sobrancelhas Design, rede de franquias especializada no serviço de design de sobrancelhas e na recuperação natural dos pelos, sugere que, caso você opte por tirar as sobrancelhas, nunca faça isso sozinha: a região, por estar muito próxima aos olhos, dificulta a visualização necessária na hora de remover os fios.

Evite, também, afinar demais as sobrancelhas com a depilação, seja ela feita com cera ou com pinça – e sempre respeite o intervalo natural de crescimento delas, para que não fiquem fracas e com menos volume ao longo dos anos. Quer uma dica? Não exagere.

Quanto ao método, fica a seu critério, mas vale lembrar que a depilação com cera, por ser menos minuciosa, pode acabar removendo mais pelos do que o necessário, além de facilitar o surgimento de manchas na área ou dermatite alérgica caso feita de maneira incorreta, ou de pele sensível.

Os dois métodos, entretanto, podem ser prejudiciais a longo prazo, viu?

Use apenas maquiagens específicas para a região

Nunca, jamais, em hipótese alguma, maquie suas sobrancelhas com produtos que não sejam específicos para a área (tipo um lápis grafite ou lapiseira). O mercado da beleza hoje oferece milhares de opções de lápis, sombras e canetas que ajudam na definição e preenchimento dos pelinhos – ou seja, sem desculpas.

Caso contrário, espere por alergias, dermatites e irritações, além de enfraquecimento dos fios por conta de um possível entupimento dos folículos (onde eles nascem). Lembre-se, sempre, de também checar a validade dos seus produtinhos, para evitar, ainda, infecções fúngicas no local.

Passe longe de procedimentos invasivos

Antes de partir para a micropigmentação de sobrancelhas, pare e pense. Esses procedimentos, apesar de terem se popularizado no mundo todo, ainda são bastante invasivos, e podem acabar danificando a região em que os pelos nascem, ou até deixar a pessoa dependente de retoques para o resto da vida, como orienta Fernanda.

“Existem profissionais que executam a micropigmentação de maneira natural, desenhando fio a fio, mas mesmo assim é preciso tomar cuidado. Isso porque, se você não gostar do resultado final, é possível remover a micropigmentação com laser, mas quando ele é aplicado, os fios da sobrancelha caem temporariamente. Portanto, é bastante importante pensar bem antes de tomar a decisão de realizar a micropigmentação”, completa Paola.

Conheça os ativos mais potentes – e seus possíveis efeitos colaterais

Outra alternativa, indicada principalmente para casos mais graves de perda dos pelos, é recorrer a medicamentos capazes de estimular o crescimento das sobrancelhas. Estes devem ser prescritos por médicos dermatologistas, de acordo com a questão do paciente. Os mais conhecidos por aí são a bimatoprosta e o minoxidil.

Paola explica que a bimatoprosta, a princípio, era utilizada como colírio para o glaucoma (pressão intraocular aumentada), até que alguns pacientes e seus médicos oftalmologistas observaram que o uso levava, também, ao aumento dos cílios, descobrindo que esse ativo modificava o ciclo natural dos fios – na fase de tratamento, eles passaram a crescer o dobro de tamanho, além da possibilidade dos pelos acabarem se tornando mais espessos e pigmentados.

“Foi então criado o Latisse (bimatoprosta tópico e não colírio), que deve ser aplicado apenas na pálpebra superior, à noite, com cuidado, para crescimento dos cílios, e da mesma maneira nas áreas falhas das sobrancelhas. Mas atenção: além do crescimento dos fios, o medicamento pode causar pigmentação indesejada da pele ou da íris”, diz a médica.

Já o minoxidil, como ela também explica, é um ativo usado há muitos anos para tratamento da calvície, e tem como efeito acelerar o crescimento dos fios e torná-los também mais espessos. Porém, causa a vasodilatação dos vasos sanguíneos da região onde é aplicado e pode levar ao aparecimento de pelos em áreas indesejadas. Por isso, também é muito importante que um dermatologista oriente seu uso, assim como a concentração, a posologia e a duração do tratamento, para ambas as substâncias.

Cuide do seu “jardim” para garantir crescimento e hidratação constantes

Aproveite que diferentes marcas já entenderam a importância de cuidar das sobrancelhas e se jogue nos geis e séruns disponíveis por aí. Reunimos alguns dos mais legais e/ou eficientes.

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆