Sou a japonesa mais bonita do Brasil

Conquistei o título num concurso em homenagem ao centenário da imigração japonesa

Ganhei um carro e virei o símbolo das
comemorações do centenário da
imigração japonesa
Foto: Arquivo pessoal

Como você soube do concurso?
Karina – Vi um anúncio na TV sobre o concurso que elegeria a nipo-brasileira solteira mais bonita do país e resolvi me inscrever. O pessoal da minha cidade botou a maior pilha, até porque vários organizadores do evento são de Mogi.

Qual é a sua relação com o Japão?
Karina – Sou sansei, ou seja, neta de japoneses. Morei a maior parte da minha infância num sítio onde aprendi vários costumes japoneses, como as danças típicas e a cerimônia do chá. Também aprendi a falar o idioma e a escrever em dois dos três alfabetos japoneses. Por influência da minha avó, sempre fizemos comida japonesa em casa.

Quais são as suas medidas?
Karina – 56 kg e 1,76 metro. Tá vendo como comida japonesa não engorda?

Você tem parentes no Japão?
Karina – Vários tios e primos meus se mudaram para trabalhar no Japão. 
Eu só conheci o país quando era criança, mas tenho muita vontade de voltar lá para passear.

Você tem experiência como modelo?
Karina – Fiz alguns trabalhos quando era criança, mas deixei a carreira para fazer faculdade. Eu não tinha nenhuma pretensão a ganhar o concurso. Pra mim era uma brincadeira, uma forma divertida de comemorar o centenário da imigração japonesa no Brasil. Eu não imaginava que teria tanta repercussão!

Como foi a seleção para o concurso?
Karina –
Houve várias seleções nos estados para vagas em número proporcional à quantidade de imigrantes que o estado recebeu. Competi na final com 
19 meninas de vários estados. Só São Paulo mandou cinco candidatas.

Houve preparação para o concurso?
Karina –
Nós só fizemos um ensaio e provas de roupa. No dia desfilei com uma roupa que parecia figurino de desenho animado japonês e depois com um traje de gala. Minha cidade enviou um ônibus com 60 pessoas para torcer por mim na final. Nossa, nem acreditei quando recebi a coroa das mãos da ex-miss Brasil Natália Guimarães! E logo ela, que perdeu o Miss Universo para uma japonesa!

Qual foi a premiação?
Karina – Ganhei um carro e ainda virei o símbolo das comemorações do centenário, de modo que a minha foto vai sair em todo o material de divulgação da data.

Você tem namorado?
Karina –
Tenho, e não é japonês! Aliás, ele me deu a maior força para participar do concurso. Não tenho do que me queixar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s