Taís Araújo descreve sua relação com os cabelos e dá boa dica sobre o tema

Uma das maiores referências de beleza do Brasil, a atriz disse ter muito a aprender com as novas gerações.

As palavras “Taís Araújo” e “mudanças capilares” são praticamente sinônimas, já que a atriz, que estreou na TV há mais de 20 anos, nunca teve medo de mexer no visual – ela já usou os fios bem curtinhos, superlongos, com franja, com luzes – seja para novos papéis ou por vontade própria.

Na tarde de quinta-feira (29), em um evento organizado pela L’Oréal, que rolou no Rio de Janeiro, Taís, parceira da marca há dez anos, conversou com alguns veículos de imprensa, entre eles o MdeMulher*, e falou bastante sobre sua relação com os cabelos, que atualmente não poderia ser melhor.

“Nunca tive problema com o meu cabelo, sempre gostei dele. Ele demanda um trabalho? Demanda, um trabalho enorme! Porque assim, eu gosto dele com mais volume, e para ele ficar com mais volume, eu tenho que lavar um dia antes. Mas, às vezes, eu não posso lavá-lo um dia antes, e aí eu tenho que acordar mais cedo para lavar, passar leave-in… Demora, é uma demanda, mas eu gosto muito dele!”, disse ela, que tem como truque caseiro – e mega hidratante – usar babosa no couro cabeludo.

Leia Mais: Babosa – saiba como usar a planta em benefício da pele e do cabelo

Além disso, Taís, que já recorreu ao uso de química nos fios, deu uma importante dica para outras mulheres negras, a fim de que a visão delas sobre seus cabelos seja mais gentil.

“Eu tive meu cabelo com química por muitos anos, e aí eu consegui deixá-lo sem, depois de cortar curtinho. Mas foi muito importante me olhar e me conhecer como eu sou, conhecer a minha identidade, minha ancestralidade. Eu falei: ‘a partir daqui a escolha é minha’: cabelo alisado, cabelo loiro, seja qual for. O importante é que mais mulheres tenham essa chance de se conhecer primeiro”, completou.

Para além dos cabelos, a atriz, que estará em “Amor de Mãe”, próxima novela das 21h da Globo, falou brevemente sobre a dificuldade de ter estreado nas novelas em uma época na qual temas como diversidade e autoaceitação quase não eram discutidos: “A gente achava que tinha que entrar num padrão, e aí quem não fazia parte do padrão sofria”, desabafou.

Ao ser questionada sobre qual conselho daria para garotas mais jovens que têm ela como espelho, Taís foi sensata como de costume e disse ter muito mais a aprender do que aconselhar, e que enxerga muito disso pelos diálogos que tem com Jõao, seu filho de oito anos.

“Eu tenho aprendido muito com essa geração mais nova que a minha – elas dão um ‘banho’, tá todo mundo pronta! É a gente que tem que se reeducar. A sensação que eu tenho é de que a galera mais jovem tá entendendo o mundo que eles vão ‘pegar’, sabe? A gente fala o tempo inteiro que quer direitos iguais, mas para eles isso já é um fato. Acho que a questão mesmo é da minha geração para cima”, finalizou.

*A jornalista viajou ao Rio de Janeiro a convite da L’Oréal

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆