Tudo o que você sempre quis saber sobre óleos corporais e capilares

Anote algumas orientações da profissional para usar o produto da melhor forma

Questionada se o uso do óleo anula o hidratante, a Dermatologista Jucele Bettin responde: “Anula sim. No creme existe uma quantidade menor de óleo com o mesmo objetivo, que é a hidratação da pele. Os óleos podem ser utilizados durante ou após o banho, em número de vezes variáveis durante o dia, conforme a necessidade. ”

No quesito pele do rosto, a dermatologista afirma que não costuma indicar uso. “Os óleos ficam mais restritos ao corpo, porque a pele do rosto já possui uma quantidade bem maior de glândulas sebáceas que o corpo, cerca de 9 a 10 vezes mais. Portanto, pode gerar uma hiper oleosidade no rosto, causando até a acne nesta pele.”

Os óleos são indicados para corpo, prevenção de estrias, pés, unhas, mãos. ‘’Rosto apenas quando a pele estiver muito ressecada’’, ressaltou Jucele.

Agora no verão, como os protetores solares já são oleosos, o uso dos óleos fica restrito à hidratação das pernas e principalmente dos pés que ressecam em contato com a areia e água salgada.

Para os cabelos, ela afirma que o óleo é benéfico para os que estão ressecados, com frizz, química, tintura e alisamentos. ‘’O óleo não deve ser usado mais que 2 a 3 vezes por semana, principalmente os produtos sem enxágue, pelo risco de surgimento de caspa, alergias, dermatite seborreica ou mesmo causar um aspecto pesado aos cabelos.

Como dica final, a dematologista Jucele nos contou seus agentes preferidos:

– Argan para cabelos;

– Macadâmia para unhas;

– Amêndoas, semente de uvas e girassol para corpo;

Think Stock Think Stock

Think Stock (/)