59 truques da boa tintura

Ter cabelos coloridos e saudáveis é possível, sim! Basta seguir, em casa, os conselhos dos profissionais

 
59 truques da boa tintura

Foto: Getty Images

 

1. Mulher de pele clarinha pode investir em qualquer tom de tintura. Deve fugir somente do preto e do acinzentado, que dão aparência envelhecida e cansada.

2. Pele morena clara fica bem com cores quentes — mel, castanho e chocolate são ótimas opções. É bom evitar as muito avermelhadas.

3. Para pele mais morena, como da atriz Camila Pitanga, café e cores levemente acobreadas são perfeitas. Os loiros são permitidos — com mechas finas de diferentes tons para parecer natural.

4. Pele negra combina com mel, chocolate e avermelhados.

5. Se você é morena/negra e quer ficar loira, recorra a um profissional de confiança para ele indicar a cor que combina com sua pele.

6. Cabelos loiros claríssimos deixam a pele envelhecida e sem vida. Portanto, passe longe deles!

7. Cabelos muito escuros, em tons fechados, acentuam rugas e marcas de expressão, deixando a fisionomia pesada.

8. Assumir os brancos é chiquérrimo e está na moda. Para manter o ar jovial, opte por cortes modernos e mais curtos, no máximo na altura dos ombros.

9. Nenhuma tinta tem o poder de clarear cabelos tingidos. Por isso, se você deseja uma cor mais clara do que a atual, seu cabeleireiro precisará fazer decapagem (remoção da tintura anterior com pó descolorante e água oxigenada de alta potência), que preparará os fios para uma nova coloração.

10. Nem pense em clarear o vem no kit cabelo sozinha com água oxigenada em casa! A chance de você manchar os fios e odiar o resultado é imensa!

11. Evite transformações radicais na primeira vez que for tingir. Opte por tom próximo ao da sua cor natural.

12. Mudanças extremas também não são recomendadas na véspera de festas ou do dia em que for sair com aquele paquera. Se não curtir a metamorfose, você ficará de mau humor e poderá comprometer o encontro.

13. Nada de mudar em períodos conturbados! A tintura não resolverá as dores do fim do namoro ou da demissão do emprego!

14. Escolha a cor que você deseja. Não se deixe influenciar pelo gosto das amigas ou do namorado.

15. Não se baseie somente nas tendências. Opte pelo que combina com a sua personalidade e estilo.

 

59 truques da boa tintura

Foto: Getty Images

16. A cor da embalagem provavelmente não será idêntica ao resultado alcançado. Na dúvida, faça um teste em uma mecha próxima à nuca.

17. Leve em consideração que tingir cabelos exige tempo e investimento. Quando a alteração de cor é grande, os retoques devem ser mensais! Já tonalidades próximas resistem cerca de dois meses. Reflexos e luzes podem durar de três até seis meses.

18. Cabelos com alisamento e outras químicas normalmente podem ser tingidos. Porém, como são mais frágeis, vale perguntar para um cabeleireiro qual a tintura recomendada. E dê intervalo de um mês entre as químicas.

19. As tintas com amônia são proibidas para as grávidas. Já a hena — tintura extraída de uma planta — é permitida, desde que com autorização médica.

20. As colorações permanentes são as que permitem mudanças mais radicais, pois alteram a estrutura do fio. São perfeitas para as que têm mais de 50% de cabelos brancos.

21. Para quem procura uma duração maior, a tintura permanente também é a mais recomendada: como altera o pigmento do fio, só é necessário retocar a raiz a cada dois ou três meses.

22. A coloração permanente clareia até quatro tons da cor natural (cabelos virgens) e escurece sem restrições.

23. Já os produtos temporários aderem somente à parte externa dos fios. São perfeitos para dar brilho, realçar a cor natural e disfarçar os primeiros brancos.

24. As tintas temporárias são as que menos agridem os fios, mas, como não alteram a sua estrutura, duram apenas cerca de seis lavagens

25. Tintas temporárias são ideais para quem quer mudar o visual, mas está insegura com a nova cor.

26. As colorações semipermanentes depositam pigmentos nas camadas mais externas do fio, não permitindo mudanças radicais.

27. O produto não agride tanto, clareia até dois tons os cabelos virgens e escurece sem restrições.

28. Quem tem até 50% de fios brancos pode investir nas semipermanentes, que duram 20 lavagens

29. Elas asseguram a beleza da cor e você só precisa fazer retoques constantes e caprichar na manutenção, com hidratações mensais.

30. A hena é ótima para quem deseja deixar os fios avermelhados ou em tons de marrom. Mas dá apenas reflexos nos brancos e dura cerca de um mês!

 

59 truques da boa tintura

Foto: Getty Images


31. A quantidade de brancos determina a escolha da tintura: permanente para uma cobertura praticamente 100%, semipermanente para até 50% de cobertura ou temporária para quem tem apenas alguns fiozinhos.

32. Não esqueça das sobrancelhas! O ideal é que elas fiquem levemente mais escuras — até dois tons — que a cor do cabelo.

33. Uma semana antes faça uma hidratação profunda. Assim, seus fios estarão mais preparados para absorver a cor.

34. Quem usa finalizantes como gel, mousse, silicone e spray deve evitar usá-los quatro dias antes da tintura para que os fios estejam sem resíduos.

35. Antes da tintura, fique pelo menos dois dias sem lavar a cabeça. A oleosidade natural protege o couro cabeludo e evita ardências.

36. Um dia antes, faça a prova de toque seguindo as instruções da caixinha para ter certeza de que você não é alérgica à marca escolhida.

37. Se a sua cabeleira for muito longa e volumosa, provavelmente você precisará de duas caixinhas de tintura.

38. Aplique ao redor do rosto, orelhas e nuca um creme hidratante ou o creme que acompanha o kit de tintura para evitar que a tinta manche a pele.

39. Como o produto pode escorrer, escolha uma roupa velha, coloque uma toalha sobre os ombros e forre o chão.

40. Sem invenções: prepare a tintura exatamente como orienta fabricante nas instruções.

41. Se os fios brancos insistem em ficar evidentes, antes da tintura umedeça um algodão com água oxigenada.

42. Divida todo o cabelo em várias mechas largas para começar a passar a tinta. Com isso, você garante a distribuição correta do produto por todos os fios e ainda acelera o processo.

43. Comece pela nuca — a parte mais difícil de tingir! Para verificar se a aplicação ficou homogênea, fique de costas para um espelho de parede e coloque um espelho de mão diante de seu rosto.

44. Sempre que possível, peça para uma amiga passar a tinta. É necessário muita prática para conseguir uma aplicação uniforme, principalmente na região da nuca.

45. Quem nunca tingiu o cabelo deve começar a passar a tinta pelo comprimento e ponta dos fios, deixando 1,5 cm de raiz sem aplicar a tintura. Só depois você espalha a coloração na raiz.

 

59 truques da boa tintura

Foto: Getty Images

46. Se a idéia é cobrir os grisalhos, comece a aplicação onde tiver o maior número de fios brancos (mais resistentes) e continue pelo resto da raiz. Aguarde cerca de 20 minutos e, aí, sim, passe no comprimento. Deixe agir até completar o tempo indicado na embalagem.

47. Já quem não tem fios brancos, mas quer retocar a raiz, deve passar o produto apenas no local e esperar agir por cerca de 20 minutos. Só depois estender a coloração para comprimento e pontas e deixar o tempo que falta para repor os pigmentos e dar brilho ao cabelo.

48. Aguarde o produto agir durante o tempo exato recomendado pelo fabricante. Senão, pode comprometer a fixação da tinta. Também não deixe por um tempo superior ao recomendado — pode manchar o fio com o excesso de corantes!

49. Aplique o creme de tratamento que geralmente acompanha o kit, deixando-o agir pelo tempo indicado. Ou passe um condicionador para fechar as escamas, abertas durante a tintura.

50. Na hora de retirar o produto, enxágüe bem com água morna, eliminando todos os resíduos — até a água que escorre ficar totalmente transparente. Não é preciso usar xampu. Mas, se quiser, prefira os mais suaves e sem sal na fórmula.

51. Se mesmo com todo o cuidado sua pele ficou manchada, esfregue mousse de cabelo ou cinza de cigarro no local.

52. Se a cor ficou carregada deixando os fios opacos, lave-os duas ou três vezes seguidas com um xampu de limpeza profunda. Isso elimina o excesso de pigmento e equilibra a tonalidade rapidamente.

53. Odiou o resultado? O jeito é recorrer a um cabeleireiro para corrigir o estrago. Passar outra tinta por contra própria é arriscado — pode manchar e, pior, ainda danificar seriamente os fios!

54. Só lave a cabeça com xampu dois dias após tingir — é o tempo necessário para a pigmentação fixar no fio.

55. Quanto mais você enxágüa a cabeça, mais rápido a cor se vai. Por isso, lave dia sim, dia não, sempre com água morna.

56. No dia-a-dia, use xampu e condicionador específicos para cabelos tingidos, com ingredientes que combatem o ressecamento e prolongam a cor.

57. Evite xampus de limpeza profunda, pois eles levam boa parte dos pigmentos pelo ralo abaixo!

58. Cabelos porosos perdem o tingimento com mais facilidade. Daí a necessidade de fazer hidratações semanais.

59. Os raios de sol alteram os pigmentos que dão cor ao cabelo, sejam eles naturais ou tingidos. A solução é preservar os fios com protetores solares específicos.

 

Fontes: Nice de Oliveira, técnica da Aroma do Campo; Thiago Ricato, colorista do salão Neandro.com, Rio de Janeiro; Cida Rodrigues, do salão Factory; Márcio Almeida, colorista do Walter’s Coiffeur

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆