7 coisas que não contaram sobre platinar os cabelos

Sim, vai doer - no bolso e no couro cabeludo.

Quem vê Kylie Jenner, Kristen Stewart ou até mesmo as garotas estilosas do Tumblr ostentando fios platinados – ou literalmente com todas as cores do arco-íris -, nem imagina que a descoloração é um processo demorado, dolorido e, principalmente, que não acaba no salão.

Abaixo, algumas dicas de quem já passou pela experiência.

1. Corra para seu cabeleireiro de confiança.

Sério, em primeiro lugar, você precisa ser sincera com o cabeleireiro: contar a ele exatamente quais os processos químicos pelos quais o seu cabelo já passou. Tintura? Progressiva? Somente o profissional do salão, após o teste da mecha, é quem poderá dizer se os fios irão aguentar uma técnica tão agressiva quanto a descoloração, que muda completamente a estrutura dos fios. Fazer em casa? Nem pensar. É quando vale aquela veeeelha máxima, o barato pode sair caro.

2. Vai doer MUITO. 

Não tem jeito: o cabeleireiro pode e DEVE passar óleos protetores no couro cabeludo e nas áreas próximas dele para evitar as terríveis queimaduras, porém, quando em contato com o produto descolorante, sua cabeça vai arder – e, não, não é exagero ou mentira. Claro, quanto mais você ficar acostumada a platinar o cabelo, menos vai doer, mas, na primeira vez, é real/ oficial, você vai sofrer e ainda não existe nada realmente eficiente que possa ser feito contra isso. Vá preparada psicológicamente.

3. E você vai passar horas e mais horas no salão.

Você vai passar o dia inteiro no cabeleireiro. Fato. Aliás, quanto mais escuros forem os seus fios, mais tempo irá demorar para chegar ao tom platinado. Por isso, faça a lição de casa e leve comidinhas, revistas e até mesmo as amigas para ajudar você a passar as horas – e, claro, passar por essa difícil fase.

4. Talvez ele não fique muito incrível logo de cara.

Os fios vão estar tão frágeis que o seu cabeleireiro vai até ficar com medo de escová-los. Sério! Além disso, será necessário passar alguns dias sem lavar o cabelo, já que a oleosidade natural dos fios auxilia na proteção deles. Seja paciente.

5. A manutenção é uma das partes mais chatas.

Sua prateleira já era cheia de cremes, máscaras e etc? Pois bem, ela vai ficar ainda mais lotada, já que um cabelo descolorido exige MUITA hidratação e, bem, a gente sabe que não é possível ir o tempo todo ao salão, não é mesmo? Xampu roxo – para tirar o amarelado -, óleo de coco e ampolas hidratantes serão muito bem-vindos nos cuidados diários. E lembre-se: nada de lavar os fios todos os dias.

6. E tonalizantes podem ser seus melhores amigos.

Disponíveis em várias cores – sério, existe um arco-íris inteiro de opções -, eles ajudam a hidratar os fios e a dar banho de brilho.

7. Ah, você vai se sentir incrível – e criativa.

Vai doer um pouco (ou muito!), você vai ter muito trabalho hidratando, mas, ó, quem já fez garante: você se sente incrível, única e tem sempre a opção de mudar a cor dele conforme o seu humor. Rosa, azul, verde e até todos esses tons juntos. ❤

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s