Kéfera deu as MELHORES dicas para quem está em transição capilar

A youtuber participou da Beauty Fair e revelou ao MdeMulher o que foi essencial fazer quando ela decidiu assumir os cachos.

Se você está voltando aos cachos naturais, sabemos que: 1) você já quis desistir e 2) procurou conteúdo na internet para não fazer isso, porque iria se arrepender. O processo realmente não é fácil e Kéfera é uma das famosas que sabe bem disso. Em uma conversa com o MdeMulher no estande da Salon Line, na Beauty Fair, a grande feira de beleza que aconteceu no último sábado (7), a youtuber deu três dicas de ouro para quem está passando pela transição capilar.

A atriz está na busca de descobrir como é o cabelo natural desde o ano passado e, para isso, não poupou stories no Instagram para dividir como estava o progresso e também pedir conselhos. Só que parece que o jogo virou e agora ela não é só embaixadora de uma (super) marca de produtos para cabelos cacheados, como está repassando o modo como está cuidando dos fios para o público.

Vem ver:

1. Vai ter que ter paciência!

Logo de início, a influenciadora deixou bem claro que para ter os cachos de volta é preciso ter MUITA paciência. Não, não é fácil, e a autoestima fica abalada por causa disso. Só quem passa pela transição sabe como dói ver a raiz ganhando forma e as pontas mais revoltas do que nunca, com o alisamento marcando presença ali, firme e forte.

“[Só que] sim, é necessário. Se você é ansiosa, tem pressa, vai ter que lidar com esse momento de que você vai precisar ter um pouquinho de paciência porque não é um processo instantâneo. É a médio/longo prazo que ele vai acontecendo”.

E Kéfera não está errada. Quando pensamos em quanto tempo o cabelo foi alisado, faz sentindo esperar que ele demore um período semelhante ou ainda maior para voltar ao natural.

2. O jeito de lavar também precisa mudar

A readaptação é real e ela inclui o momento de tomar banho. Se com o cabelo alisado, a missão era praticamente torcer os fios para poupar o trabalho com o secador, agora é exatamente o oposto.

“Você realmente precisa de muita água. Quando eu fazia progressiva, eu lembro que eu lavava o meu cabelo e eu tirava muito o excesso d’água para depois secar. No cabelo ondulado, cacheado, crespo, é diferente. Você realmente precisa de mais água para ele ficar hidratado. O legal é você sair do banho e tirar muito pouco do excesso de água, deixar ele mais molhado e passar o creme assim. Não precisa sair com ele pingando, mas não sai com ele úmido”.

Vale lembrar que os fios agradecem pela água porque a umidade dos cachos e a oleosidade da raiz não chegam até as pontas com a mesma facilidade do cabelo liso. Por isso, para quem quer ter cada vez mais definição, a dica perfeita é manter a hidratação em dia e, quem sabe, arriscar um cronograma capilar para também não faltar nutrição e reconstrução.

O cabelo mais para o molhado do que para o seco também ajuda na absorção de alguns cremes pesados. Por ter água, o produto acaba diluído nos próprios fios, o que faz com que você precise “quebrar” menos os cachos com o movimento de amassá-los, a fim de que eles ganhem forma.

View this post on Instagram

boladona

A post shared by Kéfera Buchmann (@kefera) on

3. Que tal cortar as partes lisas?

Como explicamos no primeiro tópico, a raiz tende a cachear com mais facilidade do que as pontas. E para isso, um conselho de amiga para lidar com elas é cortá-las de acordo com o crescimento do cabelo – e, quem sabe, potencializar esse processo.

“A última dica é ir cortando a cada três meses para você ir tendo um corte, conseguindo moldar melhor e “domando” o que está voltando para a sua vida, que é o seu cabelo como ele é de verdade. E se você estiver a fim de já chegar e ter uma coisa mais instantânea, de radicalizar, fazer o big chop que é o corte que você tira completamente a química e parte para o cabelo bem curtinho, para ele já crescer como ele é mesmo”.

O corte é realmente essencial para devolver, aos poucos, a vida para o cabelo. Mas caso você não faça parte do grupo que quer arrancar a parte lisa de uma vez só, existe a técnica de dedoliss, por exemplo. A ideia é passar um creme mais denso – ou até mesmo uma gelatina para cabelos – nas partes que ainda estão alisadas e enrolá-las no dedo como se fosse um cacho. Isso fará com que esses pedaços fiquem no formato desejado até a próxima lavagem.

Caso você não seja ~supertalentosa com as mãos, porque pode ficar realmente escorregadio com o creme, vale usar um pente da grossura que você quer o cacho, ou outros objetos arredondados, como esmaltes, canetas e entre outros. Criatividade precisa reinar por aqui, mana!

☆ Descubra o significado de MARTE no seu Mapa Astral ☆