Perda ou queda de cabelo: quando você precisa procurar um médico

Especialista em cabelos, o dermatologista Gabriel Sampaio responde às principais dúvidas sobre queda e diminuição de volume dos fios.

É claro que ninguém vai ficar contando uma coisa como essa, mas é interessante saber que, em média, uma mulher perde entre 50 a 70 fios de cabelo por dia. O número varia de pessoa para pessoa e, ainda assim, segundo o Dr. Gabriel Sampaio, dermatologista em uma clínica capilar da capital paulista, esta é uma noção interessante para começarmos a entender o quão corriqueira é a queda de cabelos.

Entre aquelas que lavam os fios com menos frequência – duas vezes por semana, por exemplo -, é normal que haja uma inconstância neste número. “Às vezes, a pessoa pode achar que caiu muito em um dia”, ele explica. “Mas isso acontece porque os fios que cairiam todos os dias só caem quando você lava. É como se ‘acumulasse’ dos outros dias”.

No entanto, é preciso prestar atenção e entender o seu próprio padrão de perda. Independente de qual for o seu, alterações podem ser o indício de algo errado em sua saúde. Em outra palavras: se você está perdendo o “normal”, 50 fios por dia, mas o seu padrão é perder 10, é melhor ficar esperta e consultar um dermatologista.

Ao persistirem os sintomas…

Quando for percebida esta variação no número de fios perdidos, é sinal de que algo pode estar errado. Se a queda não leva a falhas em lugares específicos e acontece de forma distribuída pelo cabelo, o fenômeno recebe o nome de eflúvio.

A presença de outros sintomas junto ao eflúvio pode te ajudar a entender um pouco melhor o que está acontecendo, mas lembre-se: o médico sempre precisa, mesmo assim, ser consultado.

  • Eflúvio + unhas fracas pode significar alteração hormonal
  • Eflúvio + alteração de peso pode significar alteração hormonal
  • Eflúvio + alteração no ciclo menstrual pode significar síndrome do ovário policístico
  • Eflúvio + aumento na oleosidade da pele e do cabelo pode significar síndrome do ovário policístico ou outros desequilíbrios hormonais
  • Eflúvio + mudança no sono e no peso pode significar hipotireoidismo
  • Eflúvio + perda drástica de peso pode significar deficiência nutricional ou desequilíbrio hormonal

Alopecia: fique atenta a este nome

Perda de cabelo não é necessariamente sinônimo de queda: existem outras condições que diminuem o volume e a quantidade dos fios. “É a calvície, tanto masculina quanto feminina: uma rarefação no couro”, explica o médico. “O cabelo vai ficando fino, perdendo densidade. Você vê que tem falhas em áreas específicas, onde é possível ver mais o couro cabeludo”. Esta é a alopecia androgenética, herdada no DNA.

Outra possibilidade é a aparição da alopecia de tração, quando penteados muito apertados acabam tirando a força necessária para que os fios cresçam, e muitos casos de alopecia cicatricial, que faz o cabelo da pessoa ir “recuando” cada vez mais para trás.

Além disso, uma condição que também traz falhas a áreas específicas e que é, sim, causada pela queda, é a alopecia areata. “É uma doença auto-imune, na qual o próprio corpo destrói as células do cabelo”, esclarece o Dr. Gabriel. “Ou então, pode também ser causada por fungos no couro cabeludo”. Fique esperta! wink

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s