Viola Davis faz desabafo tocante sobre a falta de aceitação do cabelo afro

A atriz não precisou usar peruca em seu último filme e conta que isso foi libertador.

Na estante de casa, Viola Davis tem ~apenas~ um Oscar, um Globo de Ouro, um Emmy e dois Tonys – o que faz dela uma das atrizes mais consagradas de sua geração. Mesmo com tanto prestígio, ela ainda se depara com uma dificuldade enfrentada por todas as mulheres negras: a de ter seu cabelo natural aceito. E Viola deixou isso muito claro em uma recém publicada entrevista à revista Variety.

A atriz comemora o fato de que pode exibir seus cachos no mais novo filme que protagoniza: “As Viúvas”. Segundo ela, a experiência foi libertadora.”Como pessoas negras nós somos sempre ensinadas que não devemos gostar do nosso cabelo. Quanto mais crespo, mais feio ele é”. 

Viola Davis está belíssima na capa da última edição da Variety

Viola Davis está belíssima na capa da última edição da Variety (Variety/Reprodução)

Viola também falou sobre um detalhe que a incomoda muito: o de que as pessoas brancas não se dão conta de que há diversos tipos de mulheres negras, não apenas um. “As pessoas precisam entender que há diferentes tipos de mulheres de cor. Nós não somos todas garotas sensuais de pele marrom. Nem todas tem pele marrom ou clara e um afro enorme. Também existe a ‘garota da casa ao lado’. Existe a mulher madura com pele bem escura e cabelo natural”.

Além disso, ela comentou sobre a satisfação em estar num filme em que as personagens femininas são duronas e tomam as rédeas da situação. Em “As Viúvas”, um grupo de mulheres precisa se unir depois que os maridos morrem. Eles faziam parte de uma gangue endividada, e agora as viúvas precisam encarar situações violentas e muito arriscadas.

“As pessoas tentam ser boazinhas com as mulheres. Eles as mantém bonitinhas, fáceis de se gostar, eles buscam satisfazer as fantasias masculinas. As mulheres precisam agradar o olhar masculino. Esse filme não faz isso”, garante Viola. 

“As Viúvas” tem direção de Steve McQueen – vencedor do Oscar por “12 Anos de Escravidão” – e roteiro de Gillian Flynn – autora dos livros “Garota Exemplar” e “Objetos Cortantes”A estreia acontece no dia 29 de novembro aqui no Brasil.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s