11 dicas para evitar dívidas

Vai assumir uma nova prestação para trocar de geladeira? Ou comprar uma TV nova? Não deixe de ler as nossas orientações. Elas são fundamentais para evitar dívidas e ficar no azul

Passe os ensinamentos sobre orçamento doméstico de mãe para filha
Foto: Getty Images

1. Faça um planejamento

Coloque no papel os gastos fixos e as despesas adicionais que a família ainda terá até o fim do ano. Analise se ainda dá para assumir um novo financiamento.

2. Encare o orçamento de forma realista

Saiba direitinho quanto você pode gastar. Não adianta o valor da parcela do eletrodoméstico desejado caber no salário se já existem outros bens financiados apertando o orçamento.

3. Não assuma dívidas que não poderá honrar

Cerca de quatro em cada 10 pessoas torram mais da metade do que ganham com o pagamento de dívidas, segundo pesquisa da Boa Vista Serviços, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). Com uma porção tão grande do orçamento comprometida, os riscos de ficar inadimplente são enormes.

4. Aja com a razão, não com o coração

Muitos problemas financeiros surgem por causa de decisões tomadas em momentos de emoção, como ao receber uma promoção ou terminar um relacionamento longo. Já que a gente tem uma certa dificuldade de lidar tanto com a euforia quanto com as frustrações, o melhor a fazer é não comprar nada até os sentimentos voltarem a ficar em equilíbrio. Espere a poeira baixar.

5. Tire os cartões e o talão de cheque da bolsa

Sair de casa só com dinheiro vivo na carteira obrigará você a pensar se realmente precisa de uma secadora ou de uma lavadora novinha em folha. Não há estratégia melhor contra as compras por impulso.

6. Use as linhas de crédito com consciência

Cheque especial e crédito rotativo do cartão estragam qualquer planejamento porque cobram juros altos demais para estarem sempre disponíveis na conta.

7. Pesquise antes de passar no caixa

Vale checar os preços das lojas próximas à sua casa e até consultar modelos alternativos do produto.

8. Busque descontos na Internet

Além de permitir comparar os valores e as condições de pagamento com mais facilidade, comprar pelo site pode sair mais em conta do que na loja física. Experimente os serviços do Buscapé e do Bondfaro.

9. Barganhe sempre!

Coloque em prática seu poder de argumentação, principalmente se for pagar à vista. Fale para o vendedor que a compra é apenas uma possibilidade, não demonstre interesse demais.

10. Entenda as condições de pagamento

Prestações baixas não significam que o eletrodoméstico custa barato. Multiplique a quantidade pelo valor das parcelas. E leia com atenção as entrelinhas do contrato.

11. Converse sobre as finanças em casa

Envolva a família nas decisões, incluindo as crianças. Se ficar definido que uma compra grande será feita, peça sugestões a elas sobre como todos poderiam economizar um pouquinho para a prestação caber no orçamento.

FONTE: Ricardo Pereira, consultor financeiro do programa Consumidor Consciente, da MasterCard