Atolada em dívidas? Saiba como dar a volta por cima

Se você está mergulhada no negativo, aperte o colete salvavidas: aqui estão as melhores opções para quitar seus débitos de uma vez por todas!

Atolada em dívidas? Saiba como dar a volta por cima

Antes de se desesperar, estude a melhor 
saída para cada um dos seus problemas
Foto: Getty Images

Durante um tempo você fez a festa com sua grana. Abusou do cartão de crédito, se enfim ou em vários financiamentos e afundou no cheque especial. Agora, as contas acumuladas denunciam: está endividada, hein? Segundo o Banco Central, em março deste ano foi registrado um aumento de 16% na inadimplência em relação ao mesmo mês de 2008. Está na hora de diminuir a estatística. Priorizar dívidas caras e com alta incidência de juros é o primeiro passo. Siga as dicas dos especialistas Gustavo Cerbasi e Carlos Henrique de Almeida para alcançar o saldo positivo novamente!

Veja o ranking das principais dívidas dos brasileiros, feito pelo Serasa Experian, e as melhores maneiras para acabar com cada tipo de débito

Problema 1

Débitos em banco As transações bancárias não honradas representam 43% do total de inadimplência. O valor médio das dívidas é de R$ 1.357*.

Problema 2

Cartões de crédito e financeiras Esse tipo de dívida atinge 37,1% dos inadimplentes. A maior parte dos débitos gira em torno de R$ 387*.

Problema 3

Cheques sem fundo Os cheques que não têm saldo para cobrir o valor correspondem a 17% de todos os inadimplentes. As dívidas são de R$ 829*.

Problema 4

Títulos protestados O não pagamento de financiamentos e boletos é o menos comum – com 1,9% dos inadimplentes. As contas são de R$ 1.036*.

Renegocie a dívida: problemas 1, 2, 3 e 4.

Procure diretamente seu credor e proponha um financiamento da dívida. Seja sincera, tente pleitear descontos e menores juros. O melhor: você não precisa pagar no ato do acordo e tem seu nome retirado das instituições de proteção ao crédito. Bom para os problemas 1, 2,3 e 4.

Fala um empréstimo consignado: problemas 1 e 2

Negocie no banco onde tem conta salário, mas não comprometa mais de 30% de sua renda com as parcelas. Como o valor vem descontado no holerite, os juros são menores, algo em torno dos 28% ao ano* (a taxa do cheque especial pode chegar a 169% ). Bom para os problemas 1 e 2.

Peça adiantamento do 13º: problemas 3 e 4

Se você trabalha com registro em carteira pode pedir um adiantamento do 13º salário diretamente no banco em que recebe. Em geral, a grana é liberada seis meses antes do pagamento da primeira parcela. Mas há descontos sobre o valor recebido. Bom para os problemas 3 e 4.

Antecipe a restituição do imposto de renda: problemas 3 e 4

Quem declara imposto de renda e tem algum valor pendente para receber pode, sim, antecipálo. Solicite o adiantamento no banco que você cadastrou no IR para receber o residual. Há um desconto, pois ele funciona como um empréstimo. Bom para os problemas 3 e 4.

E quando a coisa está bem feia?

Quem acumula débitos três vezes maiores que sua renda deve fazer ajustes no padrão de vida. Cogitar a venda do carro e substituí-lo por uma versão mais em conta é uma alternativa. Outro item importante: não acreditar na promessa de dinheiro fácil, proposto por algumas financeiras. Muitas vezes, ela esconde a atuação de um agiota  – pessoa que empresta dinheiro sem autorização legal a juros exorbitantes!

Endividado Inadimplente
Acumula muitas dívidas Tem inúmeras contas atrasadas há, no mínimo, dois ou três meses
Aos trancos e barrancos, consegue honrá-las Tem inúmeras “nome sujo”
Não possui cadastro em nenhuma instituição de proteção ao crédito Não consegue liberação de crédito e financiamento
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s