Como domar o chefe

Identifique seu tipo de patrão e saiba o que você deve (ou não) aprender com ele

Siga o mdemulher no Instagram

Independente do tipo do seu chefe, deixe sempre claro sua necessidade de crescer na empresa
Foto: Getty Images

Seu chefe é bonzinho ou “durão”? Aprenda a identificá-lo e veja como lidar com o jeito dele

Estrela

“Gosta de receber elogios para si e não reconhece o talento da equipe. Quer sair sozinho na foto”, explica a coach Márcia Hasche.

O que aprender com ele? Para a especialista, esse chefe não tem nada a ensinar.

Por quê? “Todo esse brilho se torna um apagão rapidinho”, diz Márcia

Cuidado: ele costuma dar ordens e, se algo sai errado, responsabiliza quem as desenvolveu.

Drible: deixe a vaidade de lado e finja que nada aconteceu. Logo, todos perceberão quem costuma cometer equívocos e os dias da “estrela” estarão contados.

Inexperiente

“É aquele que se destacou muito em uma função operacional e foi promovido. Entende do trabalho, mas não de liderança”, especifica a consultora de gestão Roberta Yono.

O que aprender com ele? Apesar do perfil autoritário e de achar que só o jeito dele trabalhar é o certo, tem competência para assumir as responsabilidades em momentos de crise.

Cuidado: infelizmente, costuma podar a criatividade do funcionário e seu desenvolvimento.

Motivo: acredita apenas no próprio modelo de atuação profissional.

Drible: deixe claro sua necessidade de crescer. “Nesse caso, a saída é ter coragem para uma conversa franca”, ensina Roberta.

Zumbi

“Para esse tipo de chefe, não há vida fora do trabalho. Viciado na carreira, acha que todos devem reproduzir seu comportamento”, define Márcia.

O que aprender com ele? Nada! Afinal, sua gestão está ultrapassada. Hoje, o bom chefe é flexível.

Cuidado: o “zumbi” provoca sentimento de culpa em quem não faz hora extra.

Drible: “Diga que tem compromissos pessoais e mostre que, dentro do horário, cumpriu todas as suas tarefas”, sugere Márcia.

Bom companheiro

“Seu interesse é evitar conflito com superiores e com os subordinados. Não assume as próprias ordens, dizendo que vieram de cima”, declara Roberta.

O que aprender com ele: com seu jeito “amo todo mundo”, estabelece a harmonia na empresa.

Cuidado: costuma decidir pela equipe e pode atravancar sua promoção por não considerá-la boa para você.

Drible: ao chamá-lo para falar sobre um tema complicado, ele vai fugir, pois não gosta de embates. Então, deixe claro: se seu problema não for resolvido, buscará um superior para ajudá-la. Para evitar conflito, ele cederá.