Como se dar bem na dinâmica de grupo

Falar muito ou chamar a atenção para si nem sempre é o melhor caminho. Confira as dicas de consultoras de RH para conquistar o emprego

Como se dar bem na dinâmica de grupo

”O erro mais comum é achar que, para levar a vaga, é preciso se mostrar um líder, falar mais e se destacar dos outros concorrentes”, explica a psicóloga Maria Cristina Gattai
Foto: Getty Images

Dinâmica de grupo: o que fazer antes e durante

”O candidato que participa de uma dinâmica deve procurar ser ele mesmo”, recomenda Irina R. Schuchman, psicóloga e consultora de RH da Cia de Talentos. Para Patrícia Pereira, psicóloga e consultora de RH da Catho Online, é muito importante que o candidato tenha bom-senso durante as atividades. Confira abaixo algumas dicas para não dar bola fora ao participar de uma dinâmica:

Antes

. Leia jornais e revistas e inteire-se dos assuntos que estão em destaque.

. Use maquiagem e joias discretas, vá com o cabelo impecável e com um bom sapato.

. Procure saber como os funcionários da empresa se vestem e siga o padrão.

. Caso não consiga obter essa informação, escolha peças discretas e de cores neutras. Usar blazer com saia ou com uma calça de cor sóbria (como preto, cinza, marrom ou bege) é o ideal para as mulheres.

Durante

. Não fale sobre assuntos polêmicos, a não ser que isso seja proposto como atividade.

. Você não está competindo com os demais. Não se preocupe em eliminar os concorrentes.

. Ser a candidata mais falante nem sempre é positivo. O importante é o que você diz.

. Não espere o coordenador da dinâmica chegar perto para começar a falar. Os candidatos são observados de longe também.

. Quem é tímida deve se esforçar para participar das discussões em grupo.

. Não invente uma personagem completamente diferente de você. Ninguém é capaz de fingir por muito tempo. Caso seja contratada, vão exigir que você tenha o mesmo comportamento demonstrado durante a dinâmica.

. Tome iniciativa, mas tenha cuidado para não atropelar ninguém.

. Ao responder às questões propostas, não tente adivinhar o que a empresa prefere. O objetivo é evidenciar o que você pensa.

Exercícios mais comuns nas dinâmicas

. Autoapresentação: é o momento em que os candidatos falam um pouco sobre si com a ajuda de objetos. Podem ser fotos, revistas, cartazes ou objetos pessoais (algo que eles tenham na carteira, por exemplo). É comum a recrutadora distribuir uma palavra e pedir para as pessoas improvisarem sobre aquele tema. A intenção é observar como o candidato fala em público, se é bom de improviso e se tem raciocínio lógico.

. Análise de um caso: o grupo tem de lidar com um desafio, geralmente relacionado com a empresa que oferece a vaga de emprego. A recrutadora observa como os candidatos trabalham em equipe e a capacidade de argumentação de cada um.

. Venda de um produto: a psicóloga propõe que os candidatos vendam um produto (um rádio quebrado, por exemplo). O objetivo é testar a capacidade de persuasão de cada um.

Fonte: Maria Cristina Gattai, 53 anos, psicóloga e professora, São Paulo, SP

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s