Como vender produtos pela internet sem ter prejuízos

A Internet é uma ótima vitrine para colocar coisas à venda, desde que se tomem alguns cuidados para não cair em um golpe. Confira

Como vender produtos pela internet sem ter prejuízos

Garanta uma graninha extra: venda produtos pela internet, mas cuidado para não cair em um golpe
Foto: Dreamstime

O que fazer com aquela joia herdada que você nunca vai usar? E com o computador velho que está empoeirando em um canto da casa? Vender nunca foi tão fácil. Graças à ajuda da internet, ao alcance de 21 milhões de usuários só no país, bastam alguns cliques e você entra num mercado livre digital que reúne pessoas em todo o mundo. No Brasil existem inúmeros sites nos quais dá para colocar coisas à venda, mas é preciso tomar cuidado. Para se ter uma ideia, cerca de 30% dos internautas que já fizeram negócios pela web tiveram algum prejuízo financeiro.

De olho na lei

Especialista em direito digital, a advogada Patrícia Peck recomenda alguns cuidados simples para evitar problemas. Ao combinar o recebimento de dinheiro, prefira o depósito em conta-corrente aos cheques e exija embolsar o pagamento (ou pelo menos parte dele) antes de entregar o produto. Guardar os e-mails trocados é básico, porque eles funcionam como documentos da ação comercial. Segundo o jurista Fábio Ulhoa Coelho, os sites que fazem a ponte entre vendedores e compradores não têm nenhuma responsabilidade legal sobre a transação (seu funcionamento é semelhante ao dos classificados de jornais). Mas isso muda, caso o usuário opte por pagar uma taxa em troca de uma intermediação, digamos, fiscalizadora. “Nesse caso, se lesada, a pessoa que levar o calote poderá acionar o site com base nas leis que regem os direitos do consumidor”, explica ele.

Taxa de segurança

Mais conhecido entre os endereços do gênero, o Mercado Livre oferece em seu canal Mercado Pago um serviço em que o comprador, antes de receber o produto, faz o pagamento diretamente para o site, que repassa a verba ao vendedor. A entrega do material também é monitorada. Em troca, tanto o vendedor quanto o comprador precisam pagar uma taxa de 3% sobre os pagamentos à vista e 10% sobre as transações com cartões de créditos.

Onde vender?

Automóveis:

www.webmotors.com.br

www.carrosnaweb.com.br

www.rodao.com.br

Eletrônicos:

www.axafacil.com.br

www.zura.com.br

www.quebarato.com.br

Livros:

www.estantevirtual.com.br

Troca-troca:

www.xcambo.com.br

Outros itens:

www.mercadolivre.com.br

 

Superdica:

Se precisar entrar em contato com os responsáveis por esses e outros sites brasileiros, visite o endereço www.registro.br e encontre os telefones.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s