Empregos: veja 9 empresas que prezam pela diversidade na hora de contratar

Candidate-se às vagas sem medo! A gente te mostra como enviar o currículo para as companhias que apostam na diversidade e igualdade de gênero.

O machismo impediu por muito tempo que as mulheres pudessem estudar e trabalhar. Em tempos de empoderamento e feminismo, o cenário mudou, mas os números ainda apontam para uma desigualdade de gênero no mercado de trabalho. De acordo com o IBGE, enquanto os homens são maioria nos cargos de gerência e diretoria (58,2%), mulheres ainda lutam por salários igualitários.

 (Thais Rodrigues/MdeMulher)

Isso mesmo: além de terem maior chance de assumir altos cargos, os homens ganham muito mais do que as mulheres, independentemente do cargo. Em nenhuma das categorias ocupacionais analisadas pelo IBGE em 2018 a média salarial das mulheres chegou a 80% do salário de homens no mesmo cargo.

O estudo “Informe de Percepção de Gênero”, realizado em 2018 pelo LinkedIn, concluiu que uma mulher tem 13% menos chances de ter seu perfil visualizado por um recrutador na rede. Como mudar esse cenário diante de uma sociedade tão machista desde o processo seletivo?

Devido a esse cenário, cada vez mais empresas têm se destacado por suas práticas que celebram a diversidade, ganhando a admiração de funcionários e consumidores.

Quer saber como funciona uma empresa que preza pela igualdade? Listamos nove companhias que estão fazendo a diferença.

Natura

Essa companhia tem se destacado pelo investimento em infraestrutura para permitir a contratação de cada vez mais pessoas com deficiência física (PCD). Em 2000, foi inaugurada a sede da Natura em Cajamar, projeto que contou com consultorias especializadas em acessibilidade. 

O Centro de Distribuição de São Paulo, inaugurado em 2010, também foi construído para ser inclusivo. De acordo com Milena Buosi, Gerente de Diversidade da Natura, a proposta foi combinar a alta tecnologia com acessibilidade. “As linhas de separação, por exemplo, utilizam a tecnologia picking by light, possibilita que colaboradores PCDs separem os produtos por meio do acionamento de luzes que indicam as tarefas a serem executadas de maneira intuitiva”, afirma Buosi. 

Além disso, os funcionários com deficiência auditiva contam com o apoio de padrinhos e madrinhas de Libras durante o dia a dia na Natura, e a empresa também tem investido em uma metodologia para apoiar colaboradores com deficiência intelectual em suas atividades.

Como enviar o currículo? Acesse o site da Natura ou acompanhe pelo LinkedIn.

Thoughtworks

O processo seletivo desta especialista em desenvolvimento de softwares também é bem inclusivo. Para todos os cargos, 50% dos candidatos é composto por pessoas que não se identificam com o sexo masculino.

Taís Silva, líder de recrutamento da empresa, afirma que muitas mulheres buscam a Thoughtworks, já que esta fomenta um ambiente seguro, plural e que repudia o machismo – característica muitas vezes presente no setor da tecnologia. 

Marcela Caldeira ocupa hoje o time de design da empresa, mas na época da entrevista acreditava que não seria contratada devido a sua condição: a designer estava na reta final da gravidez. “O fato de ela estar grávida não é um fator a ser levado em consideração no processo seletivo, todas as pessoas podem se candidatar”, afirma Silva.

A inclusão de mulheres não para por aí: dos 14 cargos de liderança da companhia, 10 são ocupados por mulheres. No Brasil a presidência é dividida por duas mulheres: Caroline Cintra e Marta Saft.

Como enviar o currículo? É só acompanhar as redes sociais da empresa, principalmente o LinkedIn, e participar dos eventos de recrutamento.

Santander

Ganhador do prêmio “Grande Empresa do Guia Exame de Diversidade 2019”, 59% do banco é composto por funcionárias – e a empresa possui metas para aumentar ainda mais esse índice, principalmente na área de liderança. A companhia também tem se preocupado com a porcentagem de funcionários negros, o que transformou seu processo seletivo. Para o Santander, a igualdade de gênero e diversidade são fatores que podem trazer resultados na produtividade da empresa.

A companhia criou grupos internos que avaliam os indicadores de representatividade e propõem iniciativas que podem contribuir com a promoção da pluralidade no Santander. Além disso, a empresa produz conteúdo audiovisual distribuído internamente para incentivar a discussão sobre temas como equidade de gênero, maternidade e sororidade. 

Como enviar o currículo? Na plataforma “Meu Lugar Santander”, no site do banco ou ainda por meio do LinkedIn.

Grupo Pão De Açúcar (GPA)

De acordo com Thatiana Zukas, Gerente de diversidade do GPA, as mulheres representavam 50,9% da empresa no ano passado. Para garantir a diversidade, o grupo conta com parcerias de empresas para públicos específicos, como pessoas com deficiência e pessoas transexuais.

Como enviar o currículo? Pelo site do GPA, LinkedIn e sites especializados em vagas. 

Nubank

Essa é outra representante do mercado de tecnologia que tem trabalhado para acabar com a desigualdade de gênero no setor. Para isso, a empresa realiza eventos focados em promover a contratação de engenheiras de software, como o “Yes, She Codes“.

“Na área de tecnologia, o preconceito com as mulheres ocorre com uma frequência indesejável. Tem melhorado ao longo dos anos, mas ainda acontece bastante. Estou muito feliz por estar em um local onde as pessoas tem uma preocupação enorme em relação a diversidade”, conta Piera Marchesini, uma das novas Engenheiras de Mobile contratadas na última edição do “Yes, She Codes”. O quadro de funcionários do Nubank conta com mais de 25 nacionalidades, e cerca de 30% da equipe faz parte da comunidade LGBTQI+ .

Como enviar o currículo? Todas as vagas podem ser encontradas no site da empresa.

PepsiCo

Desde 2006, a companhia conta com uma área global de Diversidade & Engajamento, focada em transformar os locais de trabalho da companhia em ambientes inclusivos e sem preconceitos. 

Atualmente, a PepsiCo conta com 43% de mulheres em cargos de liderança. A meta é alcançar 50% de representatividade feminina em todos os níveis da empresa.

Como enviar o currículo? Basta acompanhar as redes sociais da empresa, como o LinkedIn.

Sodexo 

Para tornar o ambiente de trabalho mais acolhedor e plural, a empresa tem parcerias com diversos programas como o “Cozinha e Voz”, que busca oferecer formação profissional básica para travestis e transexuais, ajudando-os a ingressar no mercado de trabalho, o Projeto Empoderando Refugiadas, que tem o objetivo de oferecer oportunidades de trabalho para refugiados, e o Programa Tem Saída, que apoia mulheres vítimas de violência oferecendo oportunidades profissionais.

Como enviar o currículo? Por meio do site, redes sociais e portais especializados em vagas de emprego.

Carrefour

Nessa rede de supermercados, ampliar o número de mulheres e negros é uma meta que quando cumprida com excelência pode até gerar bônus para os executivos responsáveis. Além disso, o Carrefour realiza processos seletivos exclusivos para pessoas com deficiência física e transexuais.

Como enviar o currículo? Basta acompanhar o Vagas.com, LinkedIn e 99jobs.com.

Uber

Nos processos seletivos da empresa, 50% dos candidatos a cargos de liderança devem ser mulheres. Além disso, muitos grupos internos de diversidade são formados. No Brasil, existem sete: Mulheres (Women of Uber – WoU), LGBTQIA+ (Pride), Negros (Black at Uber), PcD (Able), Igualdade Econômica (Equal),  Pais (CareGivers) e Estrangeiros (Immigrants).

Os grupos têm autonomia para promover diferentes tipos de ações, como campanhas de conscientização, programa de mentoria, eventos e rodas de conversas com especialistas. No início de agosto, por exemplo, o grupo de Mulheres promoveu o Women at Uber Day, com a participação de diversas convidadas e funcionárias da Uber no Brasil.

Como enviar o currículo? Todas as oportunidades de trabalho da Uber podem ser encontradas aqui. Ou ainda, pelo LinkedIn e em páginas de parceiros, como a EmpregueAfro.

☆ Descubra o significado de MARTE no seu Mapa Astral ☆