Criei um site milionário aos 14 anos e virei empresário

Com o que aprendi sozinho na internet desenvolvi um site <br> de buscas

Aprendi programação na própria internet
e criei o aonde.com em 4 meses
Foto: Reginaldo Teixeira

Eu era um moleque curioso. Olhava para os sites da internet e imaginava como tinham sido desenvolvidos. Para mim a rede de computadores era um mundo intrigante e enigmático. 

Aos 13 anos botei a mão na massa. Eu não sabia nada de programação e nunca tinha feito uma aula de informática sequer. 

Pesquisei sites e manuais na própria internet para aprender. Nessa época, 1997, reparei que no Brasil só havia dois sites de busca em que você digita uma palavra e aparecem outras páginas que têm o conteúdo procurado.

Percebi que havia mercado para mais um site do gênero e resolvi criar o meu por conta própria. Eu chegava da escola e ia direto para o computador. 

Trabalhei dez horas por dia durante quatro meses para fazer o aonde.com. E o que era apenas curiosidade acabou se transformando num negócio de sucesso.

Custo zero

É claro que eu pensei em ganhar dinheiro. Mas achava que o site ia dar apenas uma graninha, nada demais. 

No início entrei em contato com os portais e fiz uma parceria. Eu fazia publicidade de graça e, em troca, eles divulgavam o meu site. Com isso minha página passou a ser acessada por 5 mil pessoas diariamente. 

Era pouco comparado com os outros sites de busca, mas ainda assim um número promissor. Afinal, meu custo tinha sido zero e os números estavam crescendo cada vez mais.

Conheça os signos que todo mundo odeia – escute no nosso podcast!