Me tornei vereadora na Câmara onde fazia faxina

Eu achava que não servia para o cargo. Agora, vou defender os negros e as mulheres

Me tornei vereadora na Câmara onde fazia faxina

Deixo de limpar o plenário e preparar o 
cafezinho para me tornar a voz do povo. 
Agora, me dedicarei à comunidade
Foto: Jean/AgênciaRBS

Trabalho na Câmara Municipal de Espumoso há 22 anos. Neste mês de janeiro, eu deixo de ser faxineira. Vou trocar o preparo do cafezinho e a limpeza da Casa pelos discursos e pela caneta. Recebi 554 votos e fui a quinta vereadora mais votada da cidade na minha primeira disputa eleitoral.

Eu nunca havia pensado em concorrer, apesar de vários prefeitos e vereadores da cidade terem me convidado a disputar uma vaga na Câmara. Quando vou aos eventos, encontro muitos amigos. Sou muito popular. Por isso, achavam que eu deveria me candidatar.

Eu pensava que isso não era para mim. Sempre tentei ajudar quem me procurava, sem me importar se as pessoas eram ligadas a algum partido ou não. Mas, no ano passado, a história foi diferente. Depois que o prefeito me convidou a concorrer pelo partido dele, acabei aceitando.

Sempre fui uma espécie de calmante para os vereadores

O que me motivou? Pensei no seguinte: negros não têm muito espaço na sociedade e precisam conquistar muito mais que os outros. As mulheres também precisam de alguém para defender os direitos delas. Então, resolvi disputar uma vaga para vereadora.

O resultado foi bom, fiquei muito feliz. Já presenciei momentos bons e ruins na Câmara. Sempre fui uma espécie de calmante. Eu aparecia com um cafezinho, conversava com os vereadores, alegrava o pessoal. Agora, muita coisa muda. Vou ser a voz do povo, terei um trabalho ainda mais voltado à comunidade. Pretendo defender os direitos das mulheres e incentivar o bom convívio nas famílias.

Vejo a eleição como uma missão

A minha vida não vai mudar muito. Continuarei a cuidar daminha família, a ter minha rotina. Vejo a eleição como uma missão. Sou católica, catequista e cantora. Me apresento em casamentos, festas e formaturas.

Isso não vai parar. Depois que fui eleita, tem até mais gente me contratando para cantar. Minha agenda está lotada!

Acho que tenho um grande espaço a ocupar na Câmara. A mulher não pode desanimar diante dos desafios. Muitas vezes ela é homem e mulher ao mesmo tempo, porque administraos problemas da casa e sustenta a família.

Há mulheres que não acham tempo para nada e desistem delutar pelos próprios sonhos. Eu não. Sei que preciso ir atrás do que quero sempre.