Meu chefe me pegou vendo site pornô

Por causa de uma única letrinha trocada, meu computador abriu uma página de sexo explícito

Meu chefe me pegou vendo site pornô

O que é que aquelas cenas de sexo explícito entre mulheres estavam fazendo ali?
Ilustração: Maurício Melo

Eu ocupava um cargo de liderança na empresa — coordenava o setor de compras. Um dia, entrei na internet para comprar uma fragmentadora de papel. Digitei o nome da empresa e dei ”enter”. Nesse instante, meu chefe chegou para conversar comigo.

Virei de costas para a tela do computador e comecei a ouvir as orientações dele. Conforme ele falava, a expressão do rosto foi se transformando. Ele é um cara muito sério… bravo mesmo. Percebi que já não me encarava. Eu não estava entendendo nada, até olhar de volta para o computador.

Aaaah! O que é que aquelas cenas de sexo explícito entre mulheres estavam fazendo ali? Olhei pra frente e, como as divisórias do escritório são todas de vidro, vi meu chefe já dentro da sala de Recursos Humanos. Ele falava e olhava para mim. Sua careca estava fervendo, vermelha que só. O pior é que era um site animado: não apenas fotos, mas vídeos. Que vergonha!

”Darlene, você é tão quietinha…”

Com o meu grito, alguns colegas se aproximaram. Nisso, eu já tinha entendido a confusão. O nome da empresa da fragmentadora de papel terminava com ”m”, mas eu troquei por ”n”. Uma letrinha! Até aí, o pessoal estava se esborrachando de rir da situação. Eu estava passada.

Por sorte minha, uma das funcionárias correu até o RH para chamar o dono da empresa. Assim, pude explicar tudo. Ele caiu na risada com os outros e ainda brincou: ”Darlene, não sabia que você jogava nesse time… Você é tão quietinha!”.

Eu estava há apenas um ano na empresa e quase perdi a confiança do meu chefe em segundos. Mas tudo acabou bem. A minha quase-demissão rende boas risadas até hoje nas reuniões.

”Foi só risada”

Patrícia Teles, 30 anos, colega da Darlene na empresa

”Quando a Darlene viu o site que estava aberto no computador, ficou estranha, vermelha. Nós dividimos a mesma sala, e eu pensei: ‘Ela deve ter levado uma bronca daquelas pra estar assim’. Ao saber da confusão, não só eu, mas todos os colegas da sala caímos na gargalhada. Mas o equívoco foi resolvido rapidamente — ainda bem. De qualquer modo, até hoje brincamos: ‘cuidado com a internet, Darlene!’.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s