Personal chef: ganhe dinheiro cozinhando na casa dos clientes

Aproveite a nova moda de receber em casa com estilo e ofereça seus serviços de personal chef. Dá para tirar até R$ 3 mil por mês!

Invista em cursos para engordar o currículo e aumentar a clientela
Foto: Getty Images

Ama cozinhar, mas acha que não se adaptaria à correria dos restaurantes? Saiba que o mercado tem espaço para você! É que a profissão de personal chef está se tornando cada vez mais comum. Esse profissional oferece o preparo de jantares para poucas pessoas na casa do cliente. De acordo com o chef Francisco Rebêlo, “o ideal é fazer um curso de graduação na área. Mas, se está sem dinheiro ou com pressa para trabalhar, uma opção é começar como assistente de cozinha para ganhar experiência”. Invista também em cursos livres, que são baratos e rápidos, para engordar o currículo.

Dicas para se dar bem na profissão

– Conheça as preferências do seu cliente e use-as como base para sugerir o cardápio.

– Seja pontual. Calcule o tempo de preparo para deixar os pratos prontos na hora marcada.

– Diversifique. Faça parcerias com nutricionistas para montar as sugestões de cardápios.

– Ofereça menus variados e inclua porções vegetarianas.

– Proponha jantares temáticos. É uma forma bacana de conquistar clientes mais jovens. Vale pizza, comida mexicana, árabe…

– Divulgue seu trabalho nas redes sociais e entre os amigos. O boca a boca vale ouro!

– É fundamental manter a ordem e a higiene na cozinha durante a elaboração dos pratos. Além de deixar tudo limpinho após a finalização das receitas.

Como funciona esse serviço?

Depois de conversar com o cliente, o personal chef passa por e-mail opções de pratos para a pessoa escolher o menu. Em seguida, ele faz a lista dos ingredientes necessários – se ele for fazer a compra, pode cobrar pelo serviço (em média, R$ 50). No dia do evento, o ideal é que o chef prepare as receitas usando os utensílios do cliente. E atenção: personal chef não é garçom, só cozinha e monta os pratos. Como cobrar? Por diária – o valor depende do número de pratos e pessoas.

ONDE ESTUDAR

São Paulo (SP)

Escola Wilma Kövesi de Cozinha
Tem vários cursos, como o de cozinha natural (de 10 horas de duração). Custa 2 x de R$ 149.

Porto Alegre (RS)

Escola de Gastronomia Aires Scavone
Tem vários cursos, entre eles o de massas e molhos (de 6 horas de duração). Preço: R$ 260.

Salvador (BA)

Escola Kate White
Curso de culinária básica para almoço e jantar (de 80 horas), por um total de 8 x de R$ 130.

À distância

Instituto Universal
Tem várias opções de cursos, como o de cozinheiro profissional (de 80 horas). Por 6 x de R$ 24,83.

Brava Cursos
Tem vários curso na área, entre eles o de culinária básica (com 96 horas de duração). Custa 3 x de R$ 17,63.
 

☆ Descubra o significado de MARTE no seu Mapa Astral ☆