Profissão de síndica está em alta porque falta gente no mercado

Como faltam profissionais, dá para ganhar R$ 2.500 por mês logo de cara!

Como síndica, dá para fazer boa parte do trabalho em casa
Foto: Shutterstock

Enquanto cresce o número de novos empreendimentos imobiliários no país, sobram vagas para síndicos. “O mercado para esse tipo de profissional está crescendo muito no Brasil. As construções novas são verdadeiras cidades, e os moradores não querem ou não têm tempo para assumir sua administração”, diz Mailza Santos, criadora da Empresa Portal Síndico Profissional.

Justamente por isso, os salários para síndicos profissionais são bons. “A remuneração varia entre R$ 2.500, para um prédio de porte pequeno, e R$ 7 mil, para um de grande”, diz Ricardo Karpat, diretor da Gábor RH, empresa de treinamento de São Paulo. Em geral, você não precisa passar o dia inteiro no prédio. Cumpre algumas horas semanais no local e faz todo o trabalho burocrático em casa. “Dá para atender até dez condomínios pequenos ou quatro maiores”, afirma Karpat.
 

O QUE UM SÍNDICO FAZ?

– Negocia contratos, como os de manutenção de elevadores, de câmeras de segurança e de interfone, por exemplo.

– Planeja as compras do condomínio, como a de materiais de limpeza.

– Orça e contrata serviços, como a limpeza do lado externo do edifício.

– Cuida de toda a parte financeira e verifica se a administradora do prédio está em dia com contas e impostos.

– Organiza reuniões de condomínio (pelo menos uma assembleia ao ano) e faz a mediação das discussões entre moradores.

– Organiza eventos dentro dos condomínios, promovendo a integração entre moradores e funcionários.

– Faz visitas semanais e verifica se o regulamento interno do condomínio está sendo cumprido pelos moradores.

COMO COMEÇAR

Uma vez que a profissão ainda não é regulamentada, a dica é fazer um curso para ingressar no mercado. Segundo Karpat,“vale experiência até mesmo como síndica voluntária no próprio prédio”. Para ter sucesso, é preciso ser organizada e flexível, ter conhecimentos financeiros e paciência para lidar com brigas entre vizinhos, por exemplo.

CURSOS ONLINE

Há vários cursos de formação de síndico profissional na internet. “Como qualquer outra carreira, é preciso se capacitar. Quem tem uma certificação é mais valorizado no mercado, claro”, afirma Karpat. Veja onde estudar:

SíndicoNet 

Oferece curso de síndico profissional em 12 módulos, que trazem conteúdo sobre gestão empresarial, financeira, de RH, além de legislação. O curso inclui certificado.
Custo: R$ 721,08 (ou 3x R$ 250)*

Escola de Síndicos

Curso com sete módulos, nos quais se aprende técnicas de gestão aplicadas à administração de condomínio e legislação básica. Inclui livro digital e certificado.
Custo: R$ 580 (ou 3x R$ 199,66)*

Shadai Consultoria 

Curso ao vivo com dois dias de duração (as aulas têm oito horas, com intervalos). Ainda estão inclusos no pacote 90 dias de acompanhamento. Com certificado.
Custo: R$ 690 (12 x R$ 57,50)*

*Preços pesquisados em outubro/2013