Táticas espertas para dizer “não” sem culpa

Aprenda a dizer não: ganhe tempo, respeito e uma vida sem tantas chateações com três letrinhas

Foto: Getty Images


Muitas mulheres acham que ser “agradável” é algo indispensável em qualquer situação. Por isso, dizem “sim” sempre, mesmo quando adorariam soltar um sonoro “não”. São as boazinhas! A amiga quer a sua blusa nova emprestada? Sim! O chefe pede que fique até tarde? Claro! O namorado quer ver futebol no aniversário dela? Tudo bem!

A boazinha que diz sim para tudo muitas vezes não é exatamente alguém com um incorrigível bom coração, mas uma pessoa com personalidade insegura, medrosa, carente ou controladora (que não quer ficar por fora de nada). “Quem age assim acha que não será amada pelos outros pelo que ela é, mas só pelo que ela faz. São dedicadas por baixa autoestima”, diz o psicólogo Odair Conim.

No trabalho, quem diz sim para todos os pedidos do chefe e dos colegas, em vez de parecer uma funcionária dedicada, pode acabar demonstrando falta de determinação e de postura profissional. No amor, quem se mostra extremamente disponível, é vista como sem graça – ou até como desesperada. E quem faz tudo o que os amigos pedem passa a atrair amizades oportunistas. Por todos esses motivos, aprender a dizer alguns “nãos” pode tornar a vida muito melhor.

Primeiro, reconheça que você tem o direito de rejeitar pedidos para o que não está a fim de fazer. A seguir, aprenda como dizer não sem culpa:

Ganhe tempo

Se você não consegue negar imediatamente, peça um tempo para pensar. Diga, por exemplo, que precisa verificar se não tem um compromisso no mesmo horário. Assim, poderá analisar os motivos para negar a solicitação com segurança. Só depois retorne o contato para dizer não.

Repita, repita

A pessoa pode insistir que você dê uma resposta imediata. Fique firme e repita calmamente a sua justificativa: “Eu realmente preciso checar se não terei um compromisso no mesmo horário”. Se for preciso, continue repetindo. Harriet Braiker chama isso de técnica do “disco arranhado”.

Liste as consequências

Escreva duas listas. Uma com o que deve rolar se disser não e outra se disser sim. Use mais a experiência e menos a imaginação. Não fique fantasiando sobre o que pode acontecer depois. Melhor lembrar como se sentiu em situações parecidas nas quais disse sim.

Não é culpa sua

Você pode encontrar quem não aceite ouvir um não. E é principalmente para essas pessoas, diz o psicólogo Odair Comin, que você deve dizer ene-a-o-til. “Se alguém reage mal, é um problema da pessoa, que não sabe lidar com frustração.” Não seja refém de quem tenta convencer com pirraça.

Elogie + negue + agradeça

Esta é a fórmula básica para dizer não para um convite da forma mais educada possível. Comece valorizando animadamente a proposta, diga que (que pena!) não poderá aceitá-la – dê alguma justificativa – e termine agradecendo a lembrança e deixando para uma próxima.

Passe ou repasse

Pense bem: você é a única pessoa que poderia fazer o que lhe pediram? Provavelmente não. Em vez de negar de cara, você pode delegar a solicitação para alguém que teria mais interesse em realizá-la, mais responsabilidade sobre a questão ou, simplesmente, possa lhe quebrar esse galho.

Faça outra proposta

Você pode sentir vontade de atender ao pedido, mas não a tudo o que foi solicitado. Fale para a pessoa que não poderá fazer o que ela lhe pediu, mas diga que teria prazer em contribuir de outra forma. Só não use este recurso quando, na verdade, deseja dizer um não total.

Encerre o assunto

Se a pessoa rejeitar a sua contraproposta, e afirmar que, para ela, só valeria a pena se você aceitasse fazer tudo o que ela pediu, Harriet Braiker recomenda dar uma resposta curta e educada: “Certo”. E ponto final. Não emende uma ladainha de justificativas!

Reflita sobre o não

Reflita sobre situações que se repetem com frequência em que você gostaria de passar a dizer não. Vale até ensaiar a resposta em frente ao espelho. Assim, quando estiver diante dela, vai se sentir mais preparada para impor seus limites.

Cuidado pra não se dar mal
 
O que acontece se você sempre diz “sim” quando quer dizer “não”

 
1. Passa por situações constrangedoras e desgastantes que poderiam ser evitadas. Isso aumenta o estresse e derruba a autoestima – pois faz você se sentir uma “trouxa”.

2. Fica sem nenhum tempo para seus projetos pessoais. Se você ocupa seus dias com os outros, dê tchau aos seus sonhos. Pessoas bem-sucedidas são as que mais sabem dizer não!

3. Perde o respeito dos outros. “Afinal, o que impõe respeito é o ‘não’ e não o ‘sim’. O ‘não’ mostra sua personalidade e limites. O ‘sim’ é só um deixar acontecer”, diz o psicólogo Odair Conim.

4. Torna-se alguém desinteressante. Quem está sempre disponível costuma não ser valorizado. Todo mundo perde o interesse por quem diz um suplicante ‘sim’ para tudo.
 


No trabalho
 
Um “não” dito na hora e de maneira adequada nem sempre queima o filme com o chefe

 
“Não” que faz bem

A boazinha que é “pau pra toda obra”, segundo o consultor em desenvolvimento e recrutamento profissional Ricardo Barcelos, acaba sendo vista como alguém que não sabe se impor. Por isso, quando seu chefe pedir algo fora das suas atribuições e que não vai trazer nenhum ganho a sua carreira, o ideal é dizer um diplomático não. Lembre-o das tarefas que tem pendentes e peça que ele defina as prioridades.

“Não” que faz mal

Se o chefe pede para você fazer algo que exige maior responsabilidade do que seu cargo atual, considere aceitar, mesmo que precise trabalhar além do combinado. “A experiência pode servir como um teste para uma promoção”, destaca Ricardo Barcelos. Aquele pensamento “eu não ganho pra isso” não garante o sucesso. Ao contrário! “Todos que conheci que tinham essa postura continuam na mesma.”

Me dê motivos

Diga não para o chefe sem dizer (a palavra) não. É que um n-ã-o à queima roupa pode pegar mal. O melhor é negar fazendo perguntas. Questione (educadamente) a necessidade do pedido feito, a importância de que aquilo seja realizado por você e a relevância da tarefa para a empresa. Mostre-se interessada em encontrar uma outra solução. Muitas vezes, após uma simples pergunta, o chefe reavalia o pedido feito.

Espere um pouquinho

Dizer não para o chefe na primeira semana é pedir para ouvir, em breve, um não para o seu emprego. Em um trabalho novo, faça o que lhe pedirem antes de começar a questionar. Mesmo que seja algo fora de suas atribuições. Claro, se o pedido ferir algum valor ético seu, o não deve vir a qualquer momento. Mas, em geral, o melhor é esperar uns quatro meses até começar a delimitar limites mais efetivamente.

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆