Veja o que 4 mulheres influentes pensam sobre os dilemas femininos

Em palestras inspiradoras organizadas pelo TED, mulheres influentes em suas áreas de atuação fazem breves e poderosas reflexões sobre alguns dos dilemas femininos na vida profissional

A escritora Isabel Allende e a CEO do Facebook Sheryl Sandberg
Foto: Divulgação/ Getty Images

Isabel Allende – Contos Sobre Paixão

A escritora chilena faz um relato sobre a importância de ter paixão pelo trabalho. “Vamos levantar nosso traseiro, arregaçar nossas mangas e trabalhar, apaixonadamente, para criar um mundo quase perfeito.” E explica por que o feminismo nunca saiu de moda. “Para a maioria das mulheres do Ocidente, hoje, ser chamada de feminista é um insulto. Feminismo nunca foi sexy, mas asseguro-lhes que nunca deixei de flertar.”

Sheryl Sandberg – Por Que temos tão poucas líderes

Em sua famosa palestra sobre por que ainda há tão poucas mulheres líderes nos setores público e privado, a CEO do Facebook fala sobre uma espécie de complexo de vira-latas feminino, que impede as mulheres de alcançar postos mais altos e as deixa encurraladas entre sucesso profissional e realização pessoal. Resumo da opereta: falta senso de merecimento à mulherada.

 

Veja o que 4 mulheres influentes pensam sobre os dilemas femininos

Gayle Tzemach Lemmon, jornalista e escritora, e Eve Ensler, roteirista
Foto: Divulgação

Gayle Tzemach Lemmon – Mulheres Empresárias são Exemplo, não Exceção

A jornalista e escritora é uma defensora do empoderamento feminino. Em sua palestra, diz que mulheres na liderança e na gestão – desde os negócios domésticos até em grandes empresas – são a solução para o desenvolvimento econômico, porque elas são resilientes e aprenderam com a própria experiência.

Eve Ensler – Abrace a Menina Dentro de Você

A roteirista, ativista e escritora americana, famosa por sua peça Os Monólogos da Vagina, defende que há uma parte menina em cada uma das mulheres. E que o poder dessa faceta é subestimado. “Não me diga para não chorar, para me acalmar, para não ser tão exagerada, para ser razoável. Eu sou uma criatura emocional. Sou incondicional e devotada. E adoro ser uma menina.”
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s