Vire uma expert em dinheiro

Selecionamos 11 dúvidas comuns sobre finanças e pedimos para consultores financeiros responderem

Vire uma expert em dinheiro

Com planejamento e investimento, é possível 
realizar seus sonhos de consumo
Foto: Getty Images

Como faço para limpar meu nome?
Karlla Miranda da Costa, Una (BA)

Quem deve limpar seu nome é a empresa para quem você deve. Só há dois jeitos: saldar a dívida ou renegociá-la. ”O ideal é que você reconheça os excessos que cometeu e venda alguma coisa cujo valor seja suficiente para saldar seus compromissos”, diz o consultor financeiro Gustavo Cerbasi. Quando tiver o dinheiro na mão, negocie um desconto: não fale abertamente o quanto você possui e tente sempre não gastar toda a sua grana – pechinche! Vale lembrar que, se a dívida é para um banco ou uma instituição financeira, após o pagamento do saldo eles se encarregarão de limpar seu nome. Se for um cheque que voltou, após o pagamento, recupere a folha com a pessoa e leve-a ao banco. Seu gerente fará o resto.

Qual o melhor investimento para quem tem entre R$ 5 mil e R$ 10 mil para aplicar?
Adriana Cunha, São Paulo (SP)

Depende por quanto tempo você pretende deixar seu dinheiro rendendo. ”Ter uma meta é primordial na decisão de onde investir”, explica a consultora financeira Daniela Godinho. Caso você pretenda usar a grana em até seis meses, escolha a poupança. ”Rende menos (cerca de 0,5% ao mês) mas não tem imprevistos. Você poderá sacar sem preocupações”, diz. Agora, se quer deixar por mais tempo, escolha Tesouro Direto (veja pergunta ao lado) ou fundos de ações. Para esse último, invista só 20% da grana. ”Outro bom investimento é em você – fazer um curso que lhe possibilite aumento de renda ou chances de promoção é uma forma inteligente de investir”, ensina.

Vale a pena investir em uma cirurgia plástica parcelada? Tenho um sonho de fazer uma lipoaspiração, mas a grana está curta
Eliene Oliveira, Rio de Janeiro (RJ)

O problema do parcelamento é o juro altíssimo. A melhor maneira de comprar algo é pagando à vista ou em parcelas sem juros. Você pode se programar para fazer a operação com antecedência e investir a grana mensalmente na poupança, por exemplo. Quando tiver 50% do total, negocie os outros 50% a juros mais baixos. ”Use o dinheiro a seu favor, deixe-o render e evite pagar para bancos e financeiras”, diz indica Paula Schurt, psicóloga especializada em finanças.

Recebo um salário variável e não sei me programar. Sempre acabo o mês no negativo. Meu problema tem solução?
Giselle, por e-mail

Claro. ”Seu erro é consumir com base na média salarial. Isso é errado, pois de vez em quando ela pode não ocorrer e, se você tiver dívidas, entrará no cheque especial”, analisa Gustavo Cerbasi. O jeito mais eficaz é diminuir seu padrão de consumo para o piso de sua renda, isto é, assumir só prestações que possam ser pagas com aquilo que você tem certeza que terá a cada mês. Quando entrar um dinheirinho a mais, você pode usá-lo para consumir, só que apenas em compras a serem pagas à vista, sem parcelamento. Vale até mesmo pagar adiantado dois meses para a cabeleireira, por exemplo. Agindo assim, não terá como faltar dinheiro.

Comecei a fazer pão de mel para vender. Como calculo o meu lucro?
Shirley Leite da Silva Souza, São Paulo (SP)

É necessário somar o valor de cada ingrediente e dividir pelo número de rendimento de pães ”Some o valor da embalagem, despesas com as entregas, gasto com água, energia e gás”, indica Paula. Aí, calcule a porcentagem que colocará em cima do valor. Por exemplo: se o custo para um pão é de R$ 1, você pode colocar lucro de 100% em cima dele, ou seja, venderá a R$ 2 (com lucro de R$ 1 por unidade).