6 dicas geniais da Marie Kondo para organizar o armário no fim de semana

Aprenda a descartar o que não usa, dobrar corretamente cada peça e guardar na mais perfeita ordem, segundo a guru japonesa da organização.

A nova série da Netflix Ordem na Casa com Marie Kondo está incentivando muita gente a pôr um fim na bagunça de casa. Que tal aproveitar o fim semana para também entrar nessa onda?

Vamos começar pelo guarda-roupa. Confira as dicas que prometem aquela arrumação geral que dura muito!

1.  Perguntinha básica para começar

Todo mundo tem no armário muito mais roupas do que usa e precisa, não é mesmo? Por isso, a arrumação tem início com a decisão sobre o que vale a pena manter no armário e o que deve ser descartado. Fazer isso parece bem difícil, mas o método KonMari traz uma solução inusitada: pegue cada peça de roupa e se pergunte: “Isso me traz alegria?”. A ideia por trás do conselho é a de aprender a viver apenas com aquilo que nos satisfaz. Afinal, não há motivos para guardar algo que não te faz feliz!

2. Tchau, roupa de ficar em casa!

Todo mundo tem algumas roupas velhas e superconfortáveis, perfeitas para ficar o dia todo em casa. Mas Marie Kondo avisa que o melhor é se livrar delas. A explicação é que ocupam muito espaço e não trazem uma energia boa para dentro de casa, que deveria ser tratada como um santuário e não recebida com roupas desgastadas.

Mas vamos com calma… Não precisa radicalizar e jogar tudo fora. A personal organizer Lucianne Korn, que acompanha o trabalho de Marie, avisa que não é preciso ser tão radical: “É sempre bom ter roupas mais confortáveis”. Aquelas que ainda estão em bom estado merecem ficar, só não exagere e fique apenas com o essencial.

3. Não compre organizadores

Evite gastar dinheiro com produtos que prometem organizar a vida inteira. Nada de sair como louca comprando todas as prateleiras, separadores, caixas e colmeias… De acordo com Marie Kondo, eles ocupam muito espaço e você pode se resolver muito bem sem eles organizando direitinhos suas próprias gavetas ou ainda usando caixinhas que já tenha.

O Toque de Midas aqui é saber dobrar cada item do guarda-roupa! “Marie ensina a fazer as dobras específicas para cada peça”, avisa Lucianne.

 

Marie Kondo

4. Adeus, pilhas de roupa. Bem-vindas, dobras perfeitas!

Difícil resistir à tentação de empilhar as camisetas, não é? Mas segundo Marie isso mais complica a organização do que ajuda. As pilhas não te deixam ver todos os itens que estão lá e pode acontecer de você chegar a esquecer que tem alguns deles.

A ideia é seguir os passos da dobra correta das peças e deixá-las em pé, lado a lado. Mas se for realmente necessário criar uma pilha, procure fazer baixinha “para que não faça uma grande bagunça quando for tirar algo do monte”, orienta Lucianna. 

Quer aprender a dobrar como a profissional japonesa? Dá uma olhada nas ilustrações do livro A Mágica da Arrumação:

Para dobrar camiseta de manga curta:

 (Divulgação/Reprodução)

Para dobrar manga longa:

 (Divulgação/Reprodução)

Para dobrar calças:

 (Divulgação/Reprodução)

Para dobrar meias:

 (Divulgação/Reprodução)

Para dobrar vestidos:

 (Divulgação/Reprodução)

5. Organize por categorias

Organize o guarda-roupa por tipo de item que tem lá. Marie sugere a seguinte ordem: blusas, partes de baixo (como calças, shorts, bermudas e saias), roupas de cabide, meias, roupas íntimas, bolsas, acessórios, roupas específicas (uniformes) e sapatos.

6. Pendure em ordem crescente

As roupas que vão em cabides devem ficar em ordem crescente da esquerda para a direita. A profissional japonesa garante que essa é a melhor ordem porque cria um visual adequado e ainda ajuda a acalmar a mente.