6 erros que você comete e fazem sua casa estar sempre desarrumada

Com poucos ajustes é possível viver em um lugar bem mais organizado.

Você arruma, arruma e arruma mais um pouco a sua casa, mas ela parece estar sempre bagunçada, mesmo que seja um apartamento pequenino? É grande a chance de você estar cometendo erros básicos que podem ser resolvidos rapidamente.

As personal organizers Claudia Teófilo e Elisa Porto contaram ao MdeMulher quais são os principais obstáculos no caminho para uma casa organizada e como eles podem ser superados. Identifique o que você anda fazendo de errado e faça os ajustes necessários para ter uma vida mais plena em ambientes organizados.

Arrumar um cômodo por dia

Por que é um problema: Suponhamos que você tenha arrumado o quarto ontem, arrume a sala hoje e amanhã dê uma ordem na cozinha. Quando chegar no terceiro dia, o quarto já terá dois dias de desarrumação natural. A casa nunca estará equilibradamente arrumada.

Como resolver: Eleja um dia para arrumar a casa toda e faça isso por categorias, não por cômodos. Explicamos! Primeiro, dê uma geral tirando do chão tudo que não pertença ao chão; em seguida, recolha toda a roupa que estiver fora dos armários e já separe o que precisa ser lavado e o que precisa ser guardado; depois guarde em armários e gavetas o que tiver sido espalhado na cozinha e no banheiro, por exemplo. Mesmo que você precise interromper a arrumação pela metade, a casa estará toda sempre no mesmo nível de organização.

Não desapegar OU ser (quase) uma acumuladora

Por que é um problema: Porque guardar roupas ou objetos que não tenham mais uso só serve para desperdiçar espaço e bagunçar lugares que poderiam estar livres ou ocupados por itens úteis.

Como resolver: Doando. Vendendo. Jogando fora. Nada de se apegar a uma roupa só porque quem sabe um dia ela volte à moda e você queira usá-la novamente. Ou a um jogo de descansos de copo que foi substituído por estar incompleto. Desapegue e mantenha em casa apenas o que for realmente necessário.

Ter objetos de decoração demais

Por que é um problema: Porque eles poluem o visual e, mesmo que estejam distribuídos seguindo uma lógica, dão um aspecto de bagunça ao ambiente. Além disso, causam um caos na hora de limpar as superfícies em que estejam – e para lembrar onde estava cada um no começo da limpeza?

Como resolver: Você precisará reduzir a quantidade de objetos decorativos. Uma dica legal é manter os que tenham valor sentimental (presentes que pessoas queridas tenham dado para você, souvenirs que você tenha trazido de viagens etc.) e se desfazer dos que sejam apenas badulaques espalhados pela casa.

Deixar correspondências e papeis inúteis espalhados pela casa

Por que é um problema: Porque papeis espalhados são a cara da bagunça. Se forem folders, revistas, folhetos e malas diretas inúteis, então, piorou.

Como resolver: Jogando fora esses papeis tão logo perceba que eles não têm uso. Você pode ter uma caixa de descarte colocada estrategicamente perto do local onde as correspondências são acomodadas diariamente. Percebeu que é inútil? Já jogue na caixa. E esvazie a caixa com frequência.

Colocar toda sua roupa no armário (que é pequeno para elas)

Por que é um problema: Porque se o espaço for menor que o necessário, as roupas ficarão abarrotadas e desordenadas, difíceis inclusive de serem encontradas. O armário sempre parecerá um caos.

Como resolver: Deixando à mão dentro do armário as roupas da estação. As outras você pode acomodar em caixas decorativas bonitas que fiquem em local de fácil acesso – o clima pode virar a qualquer momento, como sabemos. A cada seis meses você precisará inverter o que fica no armário e o que fica nas caixas.

Veja também

Não ter espaços para pequenos depósitos

Por que é um problema: Porque objetos que não sejam usados o tempo todo, mas também não possam ser descartados – tesouras de jardinagem, por exemplo – e não tenham um espacinho para serem guardados certamente ficarão bagunçando sobre alguma superfície, prateleira ou dentro de alguma gaveta à qual não pertençam.

Como resolver: Providenciando espaços para depósitos: caixas de ferramentas, caixas organizadoras em geral, gavetas reservadas especialmente para objetos ociosos. Mas lembre-se de sempre dar uma geral no que estiver lá dentro e, se notar algo que tenha perdido a razão de estar por ali, descarte.