Ar condicionado: 8 dúvidas respondidas para você vencer o calor em casa

Onde instalar o aparelho? Qual é o melhor modelo? Como não gastar uma fortuna na conta de luz? Venha saber tudo!

Chega o calor e, com ele, a vontade de deixar a casa mais fresquinha. Não é sempre que o barulho lá fora ou mesmo a necessidade de segurança permitem que as janelas fiquem abertas (sem contar que às vezes o ar quente mais parece um abraço abafado do que uma possibilidade de se refrescar).

A solução mais prática para esse problema típico de verão brasileiro é recorrer ao ar-condicionado. Se você está na fase de querer instalar um (ou mais de um) em sua casa, mas tem dúvidas das mais diversas naturezas sobre o assunto, venha com a gente! A seguir, esclarecemos oito dúvidas para que você vença o calor no verão.

Qual é o melhor lugar da casa para instalar ar-condicionado?

Aquele em que você passa a maior parte do tempo. Faz home office? É o cômodo em que fica seu cantinho de trabalho. Trabalha fora e praticamente só dorme em casa, em um quarto que pega sol o dia todo? Este quarto é o lugar que está esperando o ar-condicionado. Mas a sala também é um lugar em que você passa bastante tempo no fim de semana, por exemplo? Então considere instalar dois aparelhos.

Qual é o melhor modelo de ar-condicionado?

O split é o melhor modelo no custo-benefício-conforto. Custa um pouco mais, é verdade, mas faz quase nenhum barulho, gasta menos energia elétrica e se mistura com a decoração facilmente.

Qual é a melhor posição para colocar o ar-condicionado?

Perto do teto ou encostado no rodapé, até no meio da parede, se você considerar interessante. O mais importante é que ele não fique exposto ao sol em nenhum momento do dia, já que isso interfere em seu funcionamento.

Quais são os detalhes importantes na embalagem do ar-condicionado?

Voltagem, capacidade, potência e pressão sonora (nunca mais de 24 decibéis), além da classificação enérgica (relação entre refrigeração e consumo elétrico, em uma escala de A a F).

Posso instalar meu ar-condicionado sozinha?

Por mais que a gente ame colocar a mão na massa, existem alguns limites, e a instalação do ar-condicionado está neste grupo. É melhor investir na contratação de mão-de-obra especializada, pois um erro de posicionamento da mangueira é capaz de inutilizar o aparelho.

E fique atenta: procure referências da pessoa que for instalar, porque tem muitos “curiosos” por aí que se apresentam como especializados e podem estragar seu ar-condicionado – e ainda levar o dinheiro referente ao serviço, já que os defeitos costumam levar uns dias para aparecer.

Como usar ar-condicionado sem estourar a conta de luz?

Vale investir em um modelo com tecnologia inverter, que detecta a temperatura do ambiente e altera a potência de acordo com a necessidade do momento. A economia pode chegar a 30% em relação aos modelos sem essa tecnologia. Se tiver a possibilidade de programação para desligar, você também conseguirá economizar mais um pouquinho.

Tenho alergia respiratória. Posso ter ar-condicionado em casa?

Claro que pode! Existem modelos com filtros que eliminam 90% das impurezas do ar e não as devolvem ao ambiente. Mas não se esqueça de trocar os filtros de acordo com as especificações do fabricante: não respeitar esse prazo é o que faz o filtro soltar maus odores e começar a devolver as impurezas.

Ar-condicionado precisa de revisão?

Sim, precisa, e deve ser feita cada seis meses. Assim o aparelho estará sempre regulado e não deixará de economizar energia elétrica.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!