Neste Dia do Idoso, veja dicas para adaptar a casa e deixá-la segura

Barras no banheiro, caminho livre, distribuição inteligente... Saiba como adaptar os ambientes e garantir proteção e acessibilidade para a terceira idade.

Hoje é Dia do Idoso, data da promulgação do Estatuto do Idoso, que reforça a importância de proteger as pessoas com mais de 60 anos. E elas não são poucas: o número no Brasil cresceu 50% em dez anos, alcançando 30 milhões, segundo dados do IBGE. É fato que os idosos estão cada vez mais ativos e têm maior expectativa de vida, mas é preciso, sim, pensar nos cuidados do dia a dia que garantam a segurança deles. A começar pela casa, onde precisam se sentir mais protegidos.

E não pense que planejar um lar adequado à terceira idade é desculpa para deixar o décor de lado. Muito pelo contrário! Beleza e segurança podem estar juntinhas no mesmo ambiente.

Piso adequado

O melhor mesmo é optar por revestimentos antiderrapantes, principalmente no banheiro e em outras áreas molhadas – há modelos cerâmicos, de porcelanato e vinílicos com essa característica e com acabamentos para todos os gostos. E pelo caminho, o grande vilão das quedas pode ser o tapete. “Mas isso não quer dizer deva ser desconsiderado”, afirma a arquiteta Cris Paola. A dica para manter a peça no ambiente sem correr perigo é prender o tapete embaixo do sofá e fixar as demais pontas com fitas antiderrapantes. E prefira modelos de pelo curto, já que os de pelo alto podem provocar tropeços.

Mobiliário bem pensado

Dê uma olhada com atenção em cada cômodo da casa analisando se prateleiras e armários estão a uma altura confortável para que o idoso não precise se esticar ou subir em escada para alcançar os objetos. Outro ponto de atenção deve ser em relação a móveis soltos: tire do caminho mesinhas de centro ou móveis baixos com quinas que possam ficar fora da visão e provocar topadas e tropeços. Na sala, conforto é fundamental: o sofá deve ter uma altura adequada e um estofado que facilite sentar e levantar sem dificuldade – também vale a pena deixar almofadas para dar aquela mão na hora de ajustar a postura.

Lar iluminado

Uma casa com mais luz facilita o deslocamento com segurança. Pense nos pontos estratégicos de iluminação, como corredores e locais de circulação. Além do teto, uma iluminação na altura do rodapé ajuda bastante. “Para complementar, recomendo paredes pintadas de branco ou uma paleta de tons neutros, reforçando a claridade”, afirma a arquiteta Carmem Avila.

Banheiro adaptado

Esse ambiente é o cômodo de maior risco da casa, onde costumam acontecer mais acidentes. Por isso, cuidado redobrado. “Além de instalar barras de segurança dentro do boxe, considere instalar outras perto do lavatório e da bacia sanitária, que deve ser um modelo mais alto que o padrão”, afirma Carmem. Vale também investir em um assento retrátil (aqueles banquinhos presos na parede) e em tapetes de borracha dentro do boxe.

Para dormir e acordar com tranquilidade

Escolha um colchão firme, que ajude na hora de levantar. Como apoio para a cama, escolha um criado-mudo que tenha a mesma altura do colchão, evitando que a quina possa machucar. Sobre a peça, deixe um abajur fácil de manusear e evite deixar outros objetos desnecessários. Assim, fica fácil levantar no meio da noite.