15 dicas de especialista para viajar de avião sem dor de cabeça

Saiba o que fazer em caso de mala perdida, do voo cancelado e do documento que ficou em casa, além de deixar tudo planejado para não se estressar antes de viajar

Mesmo o viajante mais experiente não está livre de passar por algum apuro ao viajar. Às vezes, por pura distração, descuidamos de detalhes que dão dor de cabeça na hora do embarque, como o excesso de peso da bagagem ou um documento que não está na bolsa.

Isso sem falar em situações chatas que não dependem da gente, como mala perdida pela companhia aérea ou o cancelamento do voo. Para evitar aborrecimentos, o agente de turismo Humberto Murakami, da GonnaTravel, dá as dicas:

1. Evite atrasos: veja com antecedência o melhor trajeto para chegar ao aeroporto.

2. Para ganhar tempo, faça em casa o check-in online (você já escolhe a poltrona) no site da companhia aérea. Depois, você só precisa despachar a bagagem (a fila é bem menor) e tem a garantia de que vai embarcar, pois seu nome já estará na lista de passageiros confirmados.

Chegue ao aeroporto com duas horas de antecedência para voos nacionais e três, para internacionais

3. Deixe o RG sempre à mão, pois ele será pedido mais de uma vez até você entrar no avião. Para viagens internacionais são necessários o passaporte com data de validade em dia e, quando necessário, o visto do país a ser visitado.

4. Alguns destinos exigem comprovantes de vacinas específicas, que devem ser tomadas cerca de 10 dias antes do embarque.

5. Quem viaja para a Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador e Colômbia pode embarcar apenas com o RG recente.

6. Crianças devem levar RG ou certidão de nascimento. Em viagens nacionais, menores podem viajar sem os pais, acompanhados de parentes de até 3º grau (avós, tios, primos) desde que se comprove o vínculo familiar por meio de documentos. Nesses casos, é preciso levar uma autorização dos pais com as assinaturas reconhecidas em cartório.

7. Maiores de 12 anos devem embarcar com a carteira de identidade – só a certidão de nascimento não é mais aceita a partir dessa idade.

Se você esqueceu o documento da criança, procure no aeroporto um oficial da Polícia Federal. Em alguns casos, o delegado pode liberar a viagem

8. Cada passageiro, incluindo as crianças, tem direito a levar uma mala de 23 kg para voos nacionais e dois volumes de 32 kg para os internacionais. Quem ultrapassa esse limite tem que pagar uma multa na hora.

9. Uma malinha de mão ou mochila de até 5 kg são permitidas a bordo.

10. Na volta, a mala costuma ficar mais cheia das compras e lembrancinhas. Então, fique de olho na balança e nunca embarque com o peso no limite!

11. Coloque um cadeado na mala e a identifique com uma fita colorida, ou adesivo, para não confundi-la com a de outra pessoa na hora da retirada.

12. Alguns itens são proibidos na bolsa e na bagagem de mão: objetos pontiagudos (tesoura, canivete, agulha de tricô), inflamáveis (isqueiro) e embalagens com mais de 100 ml de líquidos. Eles serão confiscados quando você passar pelo aparelho de raios X e não serão devolvidos.

13. Se a sua bagagem não chegar, procure a companhia área. Em geral, elas possuem um balcão de reclamações na própria sala de desembarque.

Antes de sair de casa tire uma foto da sua mala. Em caso de extravio ou bagagem danificada, fica mais fácil garantir os seus direitos mostrando a fotografia

14. Quando a companhia aérea cancela um voo por qualquer motivo, você tem o direito de escolher o próximo, incluindo uma viagem sem escalas e no horário que quiser.

15. Famílias têm preferência para serem encaixadas nos voos seguintes.

Quem está sozinho e não tem pressa, pode ir para um hotel, por conta da empresa aérea, e esperar o próximo avião relaxando. É bem melhor do que optar por um voo de madrugada, ou se estressar para que lhe arrumem logo um lugar

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆