15 filmes que são baseados em Jane Austen e você não sabia

Sim, "As Patricinhas de Beverly Hills" é um deles!

Na próxima terça-feira (20) estreia, na Rede Globo, “Orgulho e Paixão”, a mais nova trama de época das 18h, que bebe totalmente na fonte das obras da renomada escritora inglesa Jane Austen – famosa por inserir mulheres inspiradoras em seus livros.

Segundo o Gshow, a novela, com autoria de Marcos Bernstein e direção artística de Fred Mayrink é baseada, principalmente, no best-seller Orgulho e Preconceito (1813), e gira em torno da protagonista Elisabeta Benedito (Nathalia Dill), uma mulher à frente de seu tempo e cheia de desejos, que sofre um conflito interno quando se vê apaixonada por Darcy (vivido por Thiago Lacerda).

Ah! Vale ressaltar que Elisabeta é também uma das cinco filhas de Felisberto (Tato Gabus Mendes) e Ofélia (Vera Holtz), sendo que as irmãs, mesmo bem diferentes umas das outras, têm traços como a personalidade forte e uma sede de mudança como denominadores comuns.

Elisabeta é irmã de Jane (Pamela Tomé), Cecilia (Ana Julia Dorigon), Lidia (Bruna Griphão) e Mariana (Chandelly Braz). (Foto: João Miguel Júnior/Gshow Da esquerda para a direita: Elisabeta (Nathalia Dill), Jane (Pamela Tomé), a mãe Ofélia (Vera Holtz), Cecilia (Ana Julia Dorigon), Lidia (Bruna Griphão) e Mariana (Chandelly Braz)

Da esquerda para a direita: Elisabeta (Nathalia Dill), Jane (Pamela Tomé), a mãe Ofélia (Vera Holtz), Cecilia (Ana Julia Dorigon), Lidia (Bruna Griphão) e Mariana (Chandelly Braz) (João Miguel Júnior/Gshow/Divulgação)

Aproveitando que o tópico Jane Austen está em voga, te convidamos a atravessar o universo das novelas e explorar o do cinema. É que talvez você não saiba, mas diversas adaptações vindas da coletânea da escritora já foram produzidas ao longo dos anos.

A seguir, você conhece 15 delas.

Leia Também: A nova novela da Globo promete ser a melhor dos últimos anos

1. Orgulho e Preconceito (1940)

Ok, talvez essa não seja uma grande surpresa, mas a primeira vez em que um livro de Jane Austen virou filme foi em 1940, na adaptação do romance clássico “Orgulho e Preconceito (1813)”. Assim como no original, o longa americano conta a história de Elizabeth Bennet (Greer Garson) e de seu romance com Mr. Darcy (Laurence Olivier), e procura seguir à risca a trama do livro – exceto pelo final, que é um pouco diferente.

2. As Patricinhas de Beverly Hills (1995)

Qualquer semelhança entre a personagem Cher Horowitz (Alicia Silverstone) e o livro “Emma (1815)”, de Jane Austen, não é mera coincidência. É que a Cher, que marcou os anos 90 e é lembrada até hoje, tem um quê da clássica Emma Woodhouse – repare que as duas têm um coração de ouro, são órfãs de mãe, ricas, bonitas e cheias de vontade de ajudar os outros (mesmo não sabendo muito bem como fazê-lo).

3. Razão e Sensibilidade (1995)

Baseado no romance homônimo de Jane Austen, o longa “Razão e Sensibilidade” tem Emma Thompson na direção e no elenco. Ele conta a história das irmãs Dashwood – Elinor (Thompson), uma mulher reprimida pela sociedade, e Marianne (Kate Winslet), mais sensível e extravagante. Após a morte do pai, as duas se mudam para o campo e se deparam com o amor nas suas mais diferentes formas.

4. Emma (1996)

Além de inspirar “As Patricinhas de Beverly Hills”, o romance “Emma (1815)” também ganhou a sua própria adaptação, em 96. Nele, Gwyneth Paltrow (com 24 anos, na época), é responsável pelo papel da protagonista que, como já era de se esperar, dá nome ao filme.

Em “Orguho e Paixão”, a propósito, também vamos contar com uma Emma, papel de Agatha Moreira, que vive a melhor amiga da mocinha, Elisabeta (Nathalia Dill).

5. Mansfield Park – Palácio das Ilusões (1999)

Com roteiro inspirado no livro “Mansfield Park (1814)”, “Palácio das Ilusões” é uma adaptação que mescla momentos da vida da própria autora, com os da história do romance original. No filme, acompanhamos Fanny Price (Frances O’ Connor), que se muda para a casa dos tios aos 12 anos, e tem de se libertar de um possível casamento arranjado pela família.

6. O diário de Bridget Jones (2001)

De maneira bem branda, em “O Diário de Bridget Jones”, longa baseado no best-seller de Helen Fielding (1995), também conseguimos encontrar alguns traços de “Orgulho e Preconceito”, que não podem ser só felizes coincidências.

Vamos aos dados: tanto a história de Bridget Jones (Renée Zellweger), quanto a de Elizabeth Bennet (que já citamos ali em cima, no item 1), tem um Mr. Darcy para chamar de seu. No longa de 2001, Mark Darcy é vivido pelo ator Colin Firth e, assim como o personagem do livro, é um arrogante que vai mudando seus conceitos ao longo da trama.

Para completar, tanto Bennet quanto Jones são mulheres que se destacam pela personalidade forte e pelo fato de serem muito bem resolvidas com a solteirice.

7. Noiva e Preconceito (2004)

Imagine a história de “Orgulho e Preconceito”, só que em Bollywood! Esse é o enredo de “Noiva e Preconceito”, comédia romântica ambientada na cidade de Amritsar, na Índia, que tem Aishwarya Rai como a mocinha Lalita que, é claro, também acaba se apaixonando por um Mr. Darcy (Martin Henderson).

8. Orgulho e Preconceito (2005)

Além da adaptação de 1940 e de tantas outras inspiradas no romance, “Orgulho e Preconceito” ganhou mais uma releitura fiel ao livro, dessa vez com Keira Knightley vivendo Elizabeth Bennet e Matthew Macfadyen como o Mr. Darcy. Keira, por sinal, chegou a receber uma indicação ao Oscar pelo papel.

9. Persuasão (2007)

“Persuasão” é um filme feito exclusivamente para a TV e baseado no último romance completo de Jane Austen, de mesmo nome (Persuasion) e datado de 1816.  No longa, que tem Sally Hawkings – indicada ao Oscar de melhor atriz pela atuação em “A Forma da Água” – vivendo a protagonista Anne Elliot.

Annie é uma mulher solteira de 27 anos que, após ser forçada a rejeitar um pedido de casamento, reencontra seu antigo pretendente – Frederick Wentworth (Rupert Penry-Jones), um homem rico que está novamente em busca de uma esposa.

Leia Mais: “A Forma da Água” é bem mais que uma história de amor impossível

10. A Abadia de Northanger (2007)

O livro “Northanger Abbey (publicado em 1817)” foi o responsável por inspirar a produção “A Abadia de Northanger”, outro longa feito para a televisão. O filme, que tem Felicity Jones como a personagem principal (Catherine Morland, ou Bath), narra a história de uma jovem fã de romances góticos que, ao passar uns dias em uma casa de conhecidos (a tal da Abadia), começa a confundir ficção e realidade.

11. Amor e Inocência (2007)

Anne Hathaway vive a própria Jane Austen em “Amor e Inocência”, longa biográfico que se passa em 1795 e conta a história do suposto romance entre a escritora e Thomas Lefroy (James McAvoy), um advogado conquistador e meio arrogante que, como já era de se esperar, pode ter sido a principal inspiração para o Mr. Darcy, de “Orgulho e Preconceito”.

12. O Clube de Leitura de Jane Austen (2007)

Com Emily Blunt no elenco, o longa é uma adaptação de um livro de mesmo nome, escrito por Karen Joy Fowler – uma versão traduzida do romance acabou de ser publicada aqui no Brasil, em janeiro passado.

A história reúne um grupo de pessoas que se junta para criar um clube do livro, todo baseado na literatura de Jane Austen. Acontece que, à medida que as histórias de Austen são discutidas nas reuniões, acabam se misturando com a vida dos personagens.

13. Austenland (2013)

Em mais uma produção lançada somente para a TV, “Austenland” é uma comédia romântica sobre a vida de Jane Hayes (Keri Russell) – mulher, solteira, com mais de 30 anos de idade e grande fã do personagem Mr. Darcy, dos livros de Austen. Cansada da “solidão”, Hayes decide viajar para um resort exclusivo para fãs da escritora, no Reino Unido.

14. Amor e Amizade (2016)

Com base no romance “Lady Susan (publicado em 1871)”, de Austen, “Amor e Amizade” é uma comédia irreverente estrelada por Kate Beckinsale (Lady Susan Vernon) e Chloë Sevigny (Alicia Johnson). Nela, somos inseridos no mundo de uma viúva, que decide mudar com a filha para uma fazenda, escapar de alguns dos rumores da cidade sobre seus antigos casos amorosos e encontrar um novo marido.

15. Orgulho e Preconceito e Zumbis (2016)

Completando a lista, o longa americano “Orgulho e Preconceito e Zumbis”, que faz referência ao clássico de Jane Austen, ao mesmo tempo em que reproduz o livro de ficção homônimo, de Seth Grahame-Smith (lançado em 2009). No filme, vemos uma Elizabeth Bennet (Lily James) bem diferente das que já habitaram as telonas. Dessa vez, ela pratica artes marciais e pega em armas para combater um ataque zumbi, sempre ao lado do Mr. Darcy (Sam Riley).

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s