17 livros infantis tão bons que você vai querer ler também

Confira nossas sugestões de títulos infantis perfeitos para presentear e comemorar o Dia das Crianças

O Dia das Crianças está chegando e a gente sabe que é difícil achar aquele presente perfeito para os pequeninos, não é mesmo? E para te ajudar a fazer a escolha certa, o MdeMulher selecionou alguns títulos que são tão legais que você vai ter vontade de ler também.

Existem vários livros infantis que abordam temáticas bacanas e relevantes de uma maneira sutil e inteligente. São daqueles livros que a gente lê tudo em pouco tempo e leva pra vida! E é importante trazer conscientização para as crianças em obras que, além de entreter, fazem com que elas aprendam muito também.

Por isso, escolhemos 17 livros essenciais para ler, dar de presente e guardar no coração ❤️.

*Esta reportagem reúne produtos escolhidos a dedo por nosso time de editores e repórteres, e incluímos os links para compra, para facilitar sua vida. Se você comprar na Amazon algo que foi linkado no nosso site, podemos receber uma comissão.

Confira nossas sugestões:

A parte que falta” – Shel Silverstein

A parte que falta

 (Companhia das Letrinhas/Divulgação)

Esse livro foi uma febre na internet há um tempo e você provavelmente já deve ter ouvido falar dele. Tudo começou após o vídeo “A falta que a falta faz“, da youtuber Jout Jout  – publicado em fevereiro de 2018 – viralizar. No vídeo, ela folheia a obra de Shel Silverstein e debate sobre o seu conteúdo. Pouco tempo depois, a internet ficou ensandecida Resultado? O livro esgotou rapidamente nas livrarias.

A história gira em torno de um personagem circular que não tem um pedaço de si. Então, ele se dedica a procurar “a parte que falta” em outros seres, mas nunca obtém sucesso. Até que percebe que o que lhe falta pode estar dentro dele mesmo.

Nesta publicação envolvente, Shel cria uma narrativa incrivelmente simples para falar sobre amor próprio e a forma como refletimos sobre relacionamentos. Apesar de ser um livro infantil, esse aqui vai fazer você refletir bastante.

Histórias de ninar para garotas rebeldes” – Elena Favilli e Francesca Cavallo

Histórias de ninar para garotas rebeldes

 (V&R Editoras/Divulgação)

Essa obra é essencial para a leitura de todos! “Histórias de ninar para garotas rebeldes” reúne 100 fábulas incríveis sobre mulheres extraordinárias da história, como Frida Kahlo e Coco Chanel.

É um belo presente para inspirar adultos e crianças na construção de uma sociedade mais consciente. Há ainda o volume 2, caso haja interesse (recomendamos muito também!).

Apesar de tudo” – Dipacho

Apesar de tudo

 (Companhia das Letrinhas/Divulgação)

Com ilustrações fofíssimas, o autor e ilustrador Dipacho usa pinguins para contar uma história de amor cheia de carisma. “Apesar de tudo” fala sobre dificuldades pelas quais todos passamos e reflete sobre persistência.

Nada melhor do que uma narrativa que vai esquentar o coração das crianças – e o seu também – né?

Cem: o que aprendemos na vida” – Heike Faller e Valerio Vidali

Cem - o que aprendemos na vida

 (Intrínseca/Divulgação)

Nesse livro, os autores reuniram diversas frases e situações marcantes que acontecem no cotidiano. Enumerado de 0 a 100 anos, a proposta é fazer o leitor mergulhar na reflexão acerca do passado, dos atos no presente e dos questionamentos do futuro.

Além disso, o livro é repleto de ilustrações simpáticas que ajudam a criança (ou o adulto) a assimilar os assuntos apresentados. Você não vai se decepcionar!

Malala, a menina que queria ir para a escola” – Adriana Carranca

Malala, a menina que queria ir para a escola

 (Companhia das Letrinhas/Divulgação)

Como bem sabemos, Malala Yousafzai é uma menina paquistanesa que ficou mundialmente famosa, após ser baleada por defender o direito das garotas ao estudo. Sua história repercutiu, ela se tornou uma grande defensora da educação e tornou-se a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz.

Nesse livro-reportagem, a jornalista Adriana Carranca visitou o local onde Malala morava e passou os dias relatando tudo o que viu lá. O resultado é “Malala, a menina que queria ir para a escola“, uma obra emocionante que tem como objetivo apresentar essa figura às crianças.

Tina – Respeito” – Fefê Torquato

Tina - Respeito

 (Mauricio de Sousa Editora/Panini Comics/Divulgação)

Nesta HQ, Fefê Torquato usa Tina, personagem clássica de Mauricio de Sousa, para retratar um assunto sério que, infelizmente, ainda é comum: o assédio no ambiente de trabalho.

Recém-formada jornalista, Tina finalmente realiza o sonho de trabalhar numa redação. Só que os problemas eclodem quando homens do local começam a atormentar a jovem. E isso precisa parar.

Amoras” – Emicida

Amoras

 (Companhia das Letrinhas/Divulgação)

O primeiro livro infantil do Emicida é a união perfeita entre simplicidade e poesia. Em “Amoras“, o rapper mostra a importância de reconhecer o seu lugar no mundo e de ter orgulho de quem você é desde pequeno.

A obra surgiu a partir da canção homônima, que foi lançada no álbum “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa…“, em 2015.

Às vezes eu tenho medo” – Michaelene Mundy

Às vezes eu tenho medo

 (Editora Paulus/Divulgação)

Sob um viés intimista, Michaelene Mundy aborda o medo de uma forma delicada e necessária. Através do personagem principal, que é um garotinho receoso, as crianças podem identificar e compreender o que é o medo de fato. Além disso, o livro encoraja o leitor mirim a pedir ajuda aos familiares e às pessoas que ele ama.

O pequeno príncipe” – Antoine de Saint-Exupéry

O Pequeno Príncipe

 (Grupo Novo Século/Divulgação)

E é claro que um clássico desses não poderia faltar. Obra aclamada por leitores de todas as idades, “O pequeno príncipe” é aquele tipo de livro que deixa todo mundo emocionado no fim da história.

A narrativa acompanha um garoto que nasceu em um minúsculo planeta e que inicia uma profunda reflexão sobre o amor, afeto e memória. A princípio, a obra é pensada para estimular a imaginação das crianças, mas com esse ensinamento tão profundo, até mesmo os adultos se emocionam.

Um ótimo presente para algum pequenino que você conhece ou para si mesmo, caso nunca tenha lido essa relíquia.

Turma da Mônica: Caraminholas na cachola” – Paula Furtado e Mauricio de Sousa

Caraminholas na cachola

 (Mauricio de Sousa Editora/Editora Girassol/Divulgação)

Lançado recentemente, “Caraminholas na cachola” traz o personagem Nando ao bairro da Turma da Mônica e propõe uma discussão sobre ansiedade.

O menino, que é muito esperto, mas também cismado, certo dia houve sua tia comentar a respeito de suas notas. Ele, então, começa a criar caraminholas em sua cabeça e não sabe o que fazer para resolver essa situação.

De maneira divertida, Mauricio de Sousa e Paula Furtado criam uma história leve, emocionante e necessária.

Emocionário – Diga o que você sente” – Cristina Nuñes Pereira e Rafael R. Valcárcel

Emocionário

 (Editora Sextante/Divulgação)

Emocionário” é um livro que ensina a criança a entender melhor os próprios sentimentos e identificar o que é cada um deles.

Alegria, amor, inveja, medo… tudo isso é descrito com detalhes e exemplificado em ilustrações bem delicadas. É uma obra que entretém e, sobretudo, ensina.

Amigo Secreto” – Eliandro Rocha

Amigo Secreto

 (Editora Callis/Divulgação)

Nesse livro de Eliandro Rocha, as crianças vão encontrar uma história que fala sobre como o poder da amizade supera qualquer tipo de diferença.

Um “amigo secreto” pode ser de vários jeitos. Tamanhos, profissões e trejeitos distintos. A obra mostra como a diversidade está presente entre nós e explica que isso é algo totalmente normal.

Uma noite na praia” – Elena Ferrante

Uma noite na praia

 (Intrínseca/Divulgação)

Escrito por uma das maiores autoras da contemporaneidade, “Uma noite na praia” é um desdobramento do grande romance de Elena Ferrante, “A filha perdida“. A obra fala sobre uma boneca que é esquecida por sua dona em uma praia e passa por uma aventura fantástica e assustadora, que só termina no dia seguinte.

Cheia de reviravoltas, a história oscila entre momentos leves e de pura tensão. Ótima pedida para leitores de todas as idades!

Joana Princesa” – Janaína Leslão

Joana princesa

 (Metanoia Editora/Divulgação)

Joana princesa” é o primeiro conto de fadas brasileiro a abordar a transexualidade. Joana, que nasceu João, sempre quis ser uma garota como as outras. Para realizar este sonho, ela parte para o Arco-Íris Mágico, local que, segundo a lenda, consegue transformar rapazes em meninas.

A autora Janaína Leslão traz uma narrativa leve e recheada de metáforas que desmistificam esse tema bem delicado.

O que há de África em nós” – Wlamyra Albuquerque e Walter Fraga

O que há de África em nós

 (Editora Moderna/Divulgação)

Nessa história envolvente, alguns viajantes – Cecília, Camila, Akin, Chico, Isabel, Alice… – vão levar o leitor a uma grande viagem à história da África. A obra descreve períodos marcantes e mostra a presença da matriz africana no Brasil.

Desde o surgimento dos primeiros grupos humanos até as transformações culturais, tudo isso é apresentado com ilustrações super coloridas e cheias de vida. É pra fazer a imaginação voar!

A princesa e a Costureira” – Janaína Leslão

A princesa e a costureira

 (Metanoia Editora/Divulgação)

Nessa outra publicação de Janaína Leslão, a temática LGBT volta à tona. “A princesa e a costureira” retrata o amor entre duas mulheres – Cíntia e Isthar – em uma narrativa comovente.

Quando nasceu, a princesa Cíntia foi prometida ao príncipe Febo, do reino vizinho. Assim que chegou a época da cerimônia, anos depois, e a noiva foi encomendar seu vestido e, assim, conheceu uma costureira e logo se apaixonou.

O conto de fadas apresenta uma versão fofa e representativa das histórias infantis tradicionais e discute o papel da diversidade humana como necessária em qualquer sociedade.

Flicts” – Ziraldo

Flicts

 (Editora Melhoramentos/Divulgação)

Tudo no nosso mundo tem uma cor, mas “Flicts” não pertence em lugar nenhum. Não se encaixa na caixa de lápis de cor, no parque, nem mesmo no arco-íris. Triste e desolada, ela parte para uma jornada de autoconhecimento até descobrir onde é seu lugar no mundo. Para isso, precisará olhar para cima…

Ziraldo, uma das lendas da literatura infantil no Brasil, traz nessa publicação de 1969 uma história de aceitação que ainda é contemporânea. É uma obra para emocionar o público de todas as idades.

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆