20 anos sem os Mamonas Assassinas: relembre os grandes sucessos

Uma lembrança triste da infância/adolescência: saber que não teríamos mais Mamonas Assassinas em nossas vidas

Muitos de nós lembramos desse dia. – apesar de não gostarmos desse fato em nossas vidas. Alguns estavam brincando na sala de casa, outros podiam estar passeando, mas todos estávamos esperando a aparição dominical dos Mamonas Assassinas na televisão. Só que em 2 de março de 1996, eles apareceram um dia antes e continuaram nas telas de nossos televisores em forma de homenagens, lembranças e saudades. Esse foi, provavelmente, a primeira vez que aprendemos a dizer “adeus” para um ídolo (neste caso, cinco de uma vez só).

Ricardo Correa Ricardo Correa

Ricardo Correa (/)

Antes deles aparecerem fantasiados em nossas televisões, os Mamonas Assassinas eram apenas cinco caras tentando viver de música. Dinho, Sérgio, Samuel, Bento e Júlio tentaram MUITO fazer a banda Utopia dar certo do jeito convencional. Mas foi quando eles decidiram enlouquecer e zoar com as gravadoras que o sucesso batalhado ao longo de anos veio de forma estrondosa: cerca de 4 shows por dia, aparições semanais na TV, duas músicas em novela, 3 milhões de disco vendidos e uma legião de fãs apaixonados pela irreverência desses jovens paulistas.

Até que no dia 2 de março de 1996 o avião que transportava o grupo sobrevoava a Serra da Cantareira, em São Paulo, teve uma pane e caiu. Nem os pilotos, nem os Mamonas Assassinas sobreviveram à queda e ao incêndio que se seguiu. Estima-se que mais de 60 mil pessoas tenham ido prestar suas homenagens aos músicos, enquanto tantos outros lamentaram em casa.

Para matar a saudade dos Mamonas, separamos cinco músicas para você cantar junto e lembrar com carinho desses artistas:

1) Vira vira

2) Pelados em Santos

3) Robocop Gay

4) Mundo Animal

5) Chopis Centis