A Bela e a Fera será primeiro filme da Disney com personagem gay

O remake do conto de fadas vai ter várias novidades em relação ao original. A sexualidade de um dos personagens é uma delas.

O trailer da nova versão de “A Bela e a Fera” deixou todas nós ansiosíssimas para o lançamento do filme – e nos fez ver que, pelo menos visualmente, ele vai ser muito parecido com sua versão original. Quanto ao roteiro, porém, a verdade é que não dá para ter tanta certeza quanto a essa similaridade.

A história central será mantida, claro, mas há tempos temos coletado pistas de que haverá modificações aqui e acolá para tornar a história mais palatável aos dias de hoje. Uma das mudanças, aparentemente, é a definição da sexualidade de um personagem secundário: LeFou, o ~fiel escudeiro~ de Gaston.

Em entrevista à revista britânica “Attitude”, o diretor do longa, Bill Condon, explicou um pouco a novidade. “O LeFou é alguém que, em um dia, quer ser o Gaston e, em outro, quer beijá-lo”, diz. “Ele está confuso com o que quer. É alguém que está começando a perceber estes sentimentos, e Josh [Gad, o ator de LeFou] interpreta isso tudo de forma sutil e deliciosa”.

A notícia é ótima, principalmente tendo em vista que os bastidores do filme contam com vários homens que assumem suas sexualidades. É o caso do próprio diretor, Condon, e dos atores de Gaston e Horloge, Luke Evans e Ian McKellen. E também havia um gay por trás do desenho original: o compositor Howard Ashman morreu de AIDS antes que o filme chegasse ao cinema.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆