Ah, que pena seria: live musical de “A Pequena Sereia” foi uma decepção

As expectativas para o live musical eram altas, mas muita coisa deu errado - rolou até piada sexual involuntária.

A gente noticiou aqui no MdeMulher que, além do filme live-action de “A Pequena Sereia”, ainda sem data de estreia e estrelado por Hailee Bailey como Ariel, haveria um live musical no canal de TV norte-americano ABC.

Pois bem, as expectativas eram grandes porque a Ariel seria interpretada por Auli’i Cravalho (a dubladora da Moana) e o elenco ainda contava com Queen Latifah como Ursula, John Stamos e o cantor Shaggy.

Mas ah, que pena. O live musical de “A Pequena Sereia” foi uma decepção.

Bolo Ah Que Pena Seria

 (Reprodução/Reprodução)

Em vez de recriar o filme todo ao vivo, como a rede de TV já havia feito com “Grease” e “Hairspray” – e com grande sucesso -, eles optaram por passar a animação original em um telão, e os atores de carne e osso só cantaram alguns números musicais. Francamente!

Crítica e público reclamaram muito – inclusive no Twitter.

Além disso, o ator John Stamos, que interpretou o Chef Louis, errou feio uma das falas. Ele tinha que dizer “Eu deveria ter interpretado o Príncipe Eric!”. Mas, em vez disso, ele falou “Eu deveria ter interpretado o Príncipe Albert!”

Não parece grave, certo? O problema é que, em inglês, “Prince Albert” é o nome de um piercing genital masculino. Sim, um piercing no pênis. Ui!

Tudo bem: o ator até fez graça do ocorrido no Twitter. Mas que bagunça, não? Nos resta esperar pelo filme live action da Disney, e torcer para ser muito melhor!