Após 2 horas sem shows por risco de raios, Lollapalooza Brasil é retomado

O festival voltou a rolar com Snow Patrol no palco principal. Depois do susto, a programação seguinte está mantida.

O rapper Rashid estava no palco principal do festival Lollapalooza Brasil quando veio um aviso da produção: o show deveria ser cancelado e a platéia tinha de se afastar do palco. O motivo? A estação meteorológica que monitora a área do Autódromo de Interlagos alertou para um alto risco de descarga elétrica – ou seja, de raios – dentro de pouco tempo.

Embora ainda não chovesse no festival, a preocupação não era infundada. Em outras regiões de São Paulo, como na Zona Oeste, havia muita chuva. E há registros de acidentes graves causados por mau tempo em outros festivais pelo mundo. O Lollapalooza mesmo, em Chicago, já teve de evacuar o público e cancelar shows por causa de tempestades em 2017. A medida de segurança é padrão internacional.

Com os portões do Autódromo fechados, quem chegava ao festival não podia entrar. Nem membros da imprensa tinham permissão para acessarem o Autódromo. Quem estava lá dentro podia sair, mas ninguém novo podia entrar.

Lollapalooza Sao Paulo 2019 - Day 2

 (Alexandre Schneider/Getty Images)

Pelo Twitter, corriam boatos de cancelamento do dia todo, que foram desmentidos por Fernando Altério, presidente da T4F, promotora do festival. Altério ainda disse, em entrevista ao canal Multishow, que estavam trabalhando em uma solução de transporte para a saída do festival, de forma que a programação prevista não fosse cancelada ou encurtada.

Às 16h30, cerca de duas hora após a interrupção dos shows, o festival voltou a rolar, com Snow Patrol no palco principal e Jain em um palco secundário. Os portões foram reabertos e, quem planeja ir ao Lollapalooza ainda neste sábado, pode ir sossegado.

☆ Tudo sobre o misterioso signo de Escorpião ☆