Checklist básico para um mochilão

Fazer as malas e rodar o mundo não precisa ser um sonho distante, basta saber planejar!

Você já teve aquela sensação de querer dar uma pausa em tudo o que está fazendo e fugir por algum tempo? Pode ser após o fim de um relacionamento, um período estressante no trabalho, a finalização de um ciclo de estudos ou só uma vontade de mudar de ares. São vários os motivos que podem te levar a querer fazer uma viagem mais longa. 

Colocar a mochila nas costas e sair por aí desbravando o mundo não precisa ser um sonho. Você não precisa dar a volta no globo ou passar anos viajando. Uma pausa estratégica, durante algumas semanas ou meses, para fazer uma aventura inesquecível e, ao mesmo tempo, trazer um pouco mais de energia para a sua vida, pode ser muito válido.

Se você tem vontade de fazer um mochilão, mas não tem nem ideia de por onde começar, veja o checklist abaixo e comece a rascunhar seus planos:

Escolha o destino
Decidir para onde você quer ir é a escolha mais difícil, mas também a mais prazerosa. Chegou aquele momento de pegar o mapa e ir fazendo pontinhos nos lugares que você quer visitar. Sempre teve curiosidade de conhecer os nossos vizinhos da América do Sul ou quer partir para o desconhecido e desbravar países asiáticos? Faça uma lista dos lugares e tente estabelecer uma ordem geográfica (e lógica) entre eles. Se você quer conhecer a Austrália, mas não abre mão de visitar aquela sua prima que mora nos Estados Unidos, é melhor separar esses destinos em viagens diferentes, certo? Não se esqueça de levar em conta a duração total da viagem. Quanto menos tempo você tem, mais os países da lista precisam ser próximos entre si, para que você evite perder muito tempo com a locomoção entre um lugar e outro.

Separe a documentação
A parte chata vem agora, mas ela é fundamental: confira quais documentos você precisa para todos os países da lista. Não adianta pensar no dinheiro antes e deixar a burocracia para depois. Se o seu mochilão inclui o Canadá, por exemplo, é melhor fazer o pedido de visto com um mínimo de seis semanas de antecedência. Mas se você vai para a Rússia, saiba que é possível entrar tranquilamente no país com o passaporte brasileiro, sem precisar solicitar o visto antes. É só pesquisar no site da Embaixada do país antes para ter a garantia de que não passará por problemas com documentação. Confira também se há outras exigências especiais para a entrada no país. Brasileiros que vão para a Tailândia, por exemplo, precisam levar o comprovante de vacinação para a viagem.

Organize a grana
A parte financeira inclui os gastos de locomoção e também a quantia de dinheiro necessária para se alimentar, pagar transporte público, fazer turismo, etc. Vale pesquisar também outras formas de pagamento como cartões pré-pagos de viagem ou traveller check, além de maneiras de sacar dinheiro em bancos locais. Cada pessoa tem seu método para organizar a grana. Na minha opinião, nada como um bom arquivo no Excel para separar cada país em uma tabela diferente e incluir lá tudo o que eu achar sobre o local – desde custos de uma refeição simples até o preço de diferentes tipos de acomodação. Em sites como o Budgetyourtrip, você tem uma noção de preços por país. Para informações extras, vale investir um tempo pesquisando em fóruns do Tripadvisor ou outra comunidade de viagens, como o Mochileiros.

Pesquise (muito) os preços das passagens
Depois que você já tiver uma estimativa dos custos e já souber quanto precisa economizar para a viagem, pode começar a procurar as passagens. Os buscadores de passagens aéreas dão uma boa ideia de diferenças nos preços entre as companhias. O problema é que ao adquirir a passagem através desses sites, você paga uma taxa extra por utilizar o serviço de busca. Uma boa dica é pesquisar o preço nos buscadores, mas comprar diretamente no site da companhia. Fique atenta também em promoções-relâmpago, que podem baratear e muito um trecho aéreo. 

Organizar um mochilão demanda bastante tempo, mas pode te poupar de surpresas desagradáveis no caminho e são um investimento necessário para uma viagem tranquila. Bora fazer as malas?