‘Chico: Artista Brasileiro’ chega aos cinemas… E é lindo!

Um dos maiores nomes da música popular brasileira abre as portas de sua casa e relembra momentos inesquecíveis em um filme imperdível!

Nesta quinta-feira (26), o documentário Chico: Artista Brasileiro estreou nas telonas – e nós corremos para conferir o resultado, claro. O filme fala sobre a vida e a obra de Chico Buarque e, com o olhar de Miguel Faria Júnior (o mesmo diretor de Vinícius, lançado em 2005), o longa é mesmo de impressionar.

Logo no começo, o documentário já mostra seu caráter nada tedioso. Ele começa com uma interpretação de arrepiar de Sinhá (canção de seu último álbum, lançado em 2011), mostra imagens aéreas do Rio de Janeiro e parece que, feito um amigo querido que não é visto há algum tempo, a câmera vai se aproximando até entrar e se acomodar no apartamento do artista, localizado no Leblon, no Rio de Janeiro. Bem à vontade – e fazendo com que nos sintamos parte da conversa também -, é lá onde Chico começa a relatar momentos marcantes de sua história, desde os tempos de menino até os dias de hoje.

 

 

Sem nenhuma monotonia, o filme conta com incríveis imagens de arquivo (como fotos e vídeos caseiros da família Buarque de Hollanda), além de depoimentos de grandes nomes do cenário musical brasileiro, como Edu Lobo, Ruy Guerra, Maria Bethânia e Miúcha, irmã do protagonista. Além disso, homenagens de amigos que já partiram não ficaram de fora. Depoimentos calorosos como os de Tom Jobim e Vinícius de Moraes aparecem e são capazes de realmente emocionar o público.

 

 

Para dar ainda mais ritmo aos 110 minutos de filme, músicas de Chico foram interpretadas por algumas personalidades, como Ney Matogrosso, Milton Nascimento, Péricles, Mart’nália e Adriana Calcanhoto (aliás, o dueto que as duas últimas fazem na canção Biscate é muito, muito bom mesmo!).

 

 

Aos 71 anos, Chico parece mais solto e pleno que nunca. Ele relembra o passado, interrompe suas próprias falas, dá gargalhadas deliciosas – que levam a plateia a um riso inevitável -, dispara alguns palavrões e fala sobre tudo. Não deixa de mencionar o carinho que sente por Marieta Severo, com quem foi casado por mais de 30 anos e teve três filhas; a barreira que limitava o seu relacionamento com o pai, o historiador Sérgio Buarque de Hollanda; a saudade e as memórias que tem da mãe, Maria Amélia Cesário Alvim; a emocionante descoberta sobre um irmão alemão… 

 

 

É assim que a gente entra em contato com um Chico que ninguém de nós conhece: avô de seis netas e um neto, cheio de carinhos e mimos com os herdeiros. No longa, podemos conhecer um pouquinho mais não só sobre Chico Buarque, o artista, mas também sobre Francisco, o homem.

 

 

E, para finalizar, Chico deixou o recado: não, ele não pretende se aposentar. Ainda bem! 

Confira o trailer oficial!

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s