Cofundador do WhatsApp aconselha que as pessoas saiam do Facebook

Brian Acton discursou em uma Universidade americana sobre a capacidade de moderação de conteúdo das empresas de tecnologia e comunicação.

Brian Acton, cofundador do aplicativo WhatsApp, disse em um discurso feito na Staford University, na semana passada, que os usuários do Facebook deveriam excluir suas contas e sair da rede social. Ele conversava a respeito do assunto junto à Ellora Israni, uma ex-funcionária da empresa de Mark Zuckeberg.

De acordo com o Buzzfeed News, Brian disse que as companhias de tecnologia e redes sociais, a exemplo do Google, sentem dificuldades em moderar o conteúdo ali exposto para o usuário.

“Essas empresas não estão preparadas para tomar tais decisões. E damos a elas esse poder. Essa é a parte ruim. Compramos seus produtos. Criamos perfis em seus sites. Delete seu Facebook, ok?”, alerta.

Facebook

 (TCmake_photo/Thinkstock)

Brian deixou o WhatsApp quando ele foi comprado pelo Facebook, em 2014, devido a supostas discordâncias com o modelo de monetização publicitário proposto pela nova gerência da época.

Ele e Jan Koum, ex-CEO e também cofundador da empresa de mensagens nunca foram a favor desse tipo de monetização. Especula-se que os criadores do Instagram, também comprado pelo Facebook, saíram da plataforma pelos mesmo motivos.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆