“Como cê me explica 80 tiros?”, canta Negra Li em rap com Hariel e +

A letra faz uma crítica direta aos disparos da Polícia Militar contra o músico Evaldo dos Santos Rosa, na tragédia que aconteceu em abril.

Nesta sexta-feira (5), a sétima música do projeto “Poesia Acústica” foi lançada no YouTube. Dessa vez, Negra Li, Hariel, Ducon, Kevin O Chris, Chris, Matuê, DK e Vitão se reuniram para cantar mais um rap romântico, ritmo de destaque da plataforma. Só que entre os versos delicados da canção “Céu Azul”, a única mulher do grupo fez uma importante crítica social ao que aconteceu com o músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos.

No dia 4 de abril, Evaldo estava indo em direção a um chá de bebê na região da Vila Militar, zona oeste do Rio de Janeiro. Só que o trajeto foi brutalmente interrompido com o disparo de mais de 80 tiros de fuzil por militares contra o carro.

O músico, que estava ao volante, morreu na hora. A esposa e o filho de sete anos sobreviveram, assim como a amiga do casal e o sogro de Evaldo – este foi baleado nos glúteos, mas manteve-se em quadro estável. Ainda no local, um pedestre acabou ferido ao tentar ajudar a família, segundo o G1

Com esse caso tão marcante e a eterna dívida da sociedade com os negros pelos crimes incitados pelo racismo, Negra Li usou o espaço dentro da música para cantar uma crítica direta ao descaso com a situação da família. “Tey, tey, tey, como ‘cê me explica oitenta tiros? Sei, sei, sei, são policiais ou são bandidos?”.

A cantora também deixou um recado rápido sobre como o rap ainda é repleto de machismo, mas a resistência é real. “Deixa eu te explicar como é da fita. É simples: Respeita as mina”, declara Negra Li.

Até o fechamento desta matéria, o vídeo no YouTube já tem mais de 400 mil visualizações e 38 mil comentários.

Confira:

☆ Descubra o significado de MARTE no seu Mapa Astral ☆