Dicas de ouro para você economizar em viagens

Que tal fazer uma viagem incrível poupando o seu rico dinheirinho?

Recheado de feriados, 2017 é um ano com muitas oportunidades para quem adora viajar. No entanto, em tempos de crise, é necessário planejamento para que os projetos se tornem realidade, além de conselhos dados por quem entende muito sobre o assunto. Por isso, conversamos com o Paulo Basso Jr., editor do site Rota de Férias, que nos contou como economizar em cada parte da viagem, sem deixar de aproveitar nada. Confira, a seguir, essas dicas de ouro! 

Transporte

Em viagens curtas, é sempre válido verificar com conhecidos se eles estão indo para lugares próximos e, de repente, dividir o combustível e o pedágio. Outra possibilidade é recorrer a aplicativos de carona, como o BlaBlaCar, que costumam funcionar muito bem. Você indica o seu destino e alguém oferece a possibilidade de rachar os gastos. No entanto, se você não pretende se deslocar muito por lá, considere ir de ônibus. Alugar um carro só vale a pena se você não tiver um e realmente for andar bastante. Em todos os casos, o importante é estudar a rota antes, para não se surpreender com gastos extras.

Veja mais: 11 razões pelas quais viagens de carro são sempre as melhores

Fora do Brasil, é essencial considerar a relação entre tempo e custo. Pegar um avião de uma companhia low cost, por exemplo, pode ser bem mais barato do que ir de trem ou mesmo alugar um carro, mas é preciso levar em consideração todo o tempo que será gasto no aeroporto e a burocracia que envolve uma viagem de avião. Para viagens de até quatro horas, por exemplo, os trens costumam ser bem mais práticos – algumas vezes, até mais baratos -, pois ficam em regiões centrais da cidade e dispensam o gasto de deslocamento até o aeroporto, além de não cobrarem taxas extras por peso de bagagem. Já nas viagens mais longas, os aviões são indicados pela relação custo-benefício.

Veja mais: Manutenções fundamentais do carro para fazer antes de viajar

Horários

Em feriados curtos, o mais indicado é sair bem cedo e evitar os horários de pico, já que o escoamento das grandes capitais é complexo. Se puder, viaje um dia antes e volte um dia depois, mesmo que tenha, por exemplo, que ir direto para o trabalho. Você vai chegar muito mais descansada do que estaria se tivesse encarado um longo trânsito no dia anterior.

Veja mais: Coisas para fazer quando viajamos sozinhas

Hospedagem

Hoje em dia, a melhor forma de economizar com hospedagem é apostar no Airbnb. Há imóveis inteiros ou apenas quartos por preços quase sempre mais interessantes que os de hotéis. De qualquer forma, vale a pena fazer pesquisas e reservas com antecedência, pois é comum se deparar com descontos ou com os mesmos preços da hotelaria tradicional, sem a inflação que acontece perto dos feriados.

Evite ficar em áreas distantes do que quer visitar, pois isso gera gastos extras, principalmente com transporte. É melhor pagar um pouco mais caro e se sentir confortável, especialmente se for sair à noite. É bom lembrar que toda viagem remete a relaxamento e conforto. Então, ficar em um quarto ruim e/ou mal localizado pode estragar o passeio e até passar uma má impressão do destino.

Ah, também vale a pena ficar de olho nos valores de hospedagem em hostels, hein?

Veja mais: 14 dicas para escolher um hostel e não cair em ciladas

Alimentação

Lugares turísticos costumam encarecer produtos nos feriados, então, leve alguns itens básicos de casa, como bebidas e produtos de higiene. Assim, você só vai precisar comprar lá o necessário.

Na hora de comer fora, vale a pena pesquisar em sites como o TripAdvisor, nos quais sempre há boas dicas de restaurantes dadas por viajantes. Se puder, converse também com moradores locais, eles são os melhores para dar dicas de lugares bons e baratos, que geralmente não são pontos turísticos.

Veja mais: Como fazer uma mala de mão para uma viagem de 20 dias

Atividades e passeios

Saiba bem o que deseja visitar, pesquise os preços oficiais e tente fazer por conta o que der, pois, assim, você não pagará taxas extras de serviço e não cairá em roubadas oferecidas por agências.

Consulte também os serviços oferecidos pelo hotel, converse com atendentes e moradores locais: eles certamente darão dicas preciosas para ir não só aos lugares convencionais, mas também a tesouros bem guardados, que só quem vive lá costuma conhecer.

Veja mais: 19 situações pelas quais só quem não tem senso de direção já passou

Internet e Telefonia

Fora do país, onde os planos de dados não costumam cobrir gastos extras, existem cartões do tipo Easysim4u, que oferecem planos interessantes para telefonia e dados. Os preços são mais vantajosos do que os de um chip pré-pago, sobretudo se for comprado nos Estados Unidos ou na Europa, e a burocracia é menor. Você recebe o cartão em casa e coloca no telefone ainda no ônibus ou no avião.

Uma dica especial é que é possível fazer ligações a cobrar para o Brasil com taxas locais (como se você estivesse aqui) a partir do serviço Brasil Direto, da Embratel. Para realizar a ligação de cada país, é preciso ter um número específico, que pode ser conferido aqui.

Veja mais: Mapa tem senhas das redes wi-fi de aeroportos do mundo todo

Formas de pagamento

Em viagens para o exterior, é sempre bom ter o cartão de crédito internacional desbloqueado e, principalmente, um pouco do dinheiro local em mãos. Afinal, as taxas de conversão são abusivas e, muitas vezes, você será cobrado a mais, caso queira usar cartão de crédito.

Outra opção é levar cartões pré-pagos, que podem ser carregados no Brasil (paga-se o câmbio do dia em que o carrega e não o do momento da compra, como ocorre com os cartões de crédito) e esses cartões funcionam como débito em todos os locais cobertos pela rede. Com esses cartões, também dá para fazer saques nos caixas eletrônicos (nesse caso, existe uma taxa, que geralmente é de $2,50 na moeda em que o cartão foi carregado).

Veja mais: 17 coisas que só quem ama muito viajar entende

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s