Conheça as únicas 5 mulheres indicadas ao Oscar de Melhor Diretor até hoje

Conheça a trajetória de Greta Gerwig e veja quem são as outras quatro mulheres que fizeram história nessa categoria do Oscar.

Siga o mdemulher no Instagram

Parece mentira, mas em 91 anos de Oscar apenas cinco mulheres foram indicadas ao prêmio de Melhor Diretor – e somente uma delas tem a estatueta na estante. Quem conseguiu essa feito histórico foi Kathryn Bigelow, pelo trabalho em “Guerra ao Terror”.

Em 2019, mais uma vez as mulheres foram esnobadas na categoria, apesar de algumas diretoras terem se destacado em outras premiações – incluindo Cannes. Os nomeados dessa ano são Alfonso Cuarón (“Roma”), Spike Lee (“Infiltrado na Klan”), Yorgos Lanthimos (“A Favorita”), Adam McKay (“Vice”) e Pawel Pawlikowski (“Guerra Fria”).

Confira aqui quem são as mulheres que conseguiram se destacar na direção cinematográfica e garantiram uma vaga na premiação mais disputada do mundo:

1. A italiana Lina Wertmüller foi pioneiríssima nessa área. Nomeada em 1977, por “Pasqualino Sete Belezas”, ela foi a primeira mulher em 48 anos na lista dos indicados a Melhor Diretor.  O filme também foi indicado a outros quatro Oscars. Lina já ganhou dois prêmios no Festival de Cinema de Berlim e também recebeu duas indicações em Cannes durante a carreira. Ela parou de trabalhar em 2014 e hoje tem 89 anos.

A italiana Lina Wertmüller foi a primeira mulher indicada ao Oscar de Melhor Diretor

A italiana Lina Wertmüller foi a primeira mulher indicada ao Oscar de Melhor Diretor (Vittorio Zunino Celotto/Staff/Getty Images)

2. Dezessete anos depois de Lina, foi a vez da neozelandesa Jane Campion entrar para essa lista. Ela foi indicada pelo trabalho em “O Piano”, filme que rendeu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante a Anna Paquin. A atriz tinha apenas nove anos na época das filmagens e Jane foi aclamada pela competência e pela sensibilidade em dirigir uma criança de maneira tão excepcional. Por “O Piano”, a cineasta acabou levando o Oscar de Melhor Roteiro Original.

Jane Campion foi indicada por “O Piano” e ganhou o prêmio de Melhor Roteiro Original, pelo mesmo filme

Jane Campion foi indicada por “O Piano” e ganhou o prêmio de Melhor Roteiro Original, pelo mesmo filme (Sean Gallup/Staff/Getty Images)

3. Em 2004, Sofia Coppola foi nomeada pelo trabalho em “Encontros e Desencontros”. Ela tinha 33 anos na época e é a indicada mais jovem dessa lista. Pelo mesmo filme, a cineasta ganhou o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Roteiro Original e o longa também foi indicado ao Oscar de Melhor Filme. Em 2017, Sofia recebeu a Palma de Ouro, em Cannes, como Melhor Diretor por “O Estranho Que Nós Amamos”.

Sofia Coppola foi indicada em 2004, aos 33 anos

Sofia Coppola foi indicada em 2004, aos 33 anos (Pascal Le Segretain/Getty Images)

4. Em 2010, Kathryn Bigelow entrou para a história como a primeira – e única, por enquanto – mulher a receber o Oscar de Melhor Diretor. O denso “Guerra ao Terror” também abocanhou o prêmio de Melhor Filme, deixando “Avatar” para trás naquele ano. O filme ganhou ainda outros quatro Oscars. Em 2012, seu longa “A Hora Mais Escura” foi indicado ao Oscar de Melhor Filme – e esse trabalho também lhe rendeu uma indicação ao Globo de Ouro de Melhor Diretor.

Kathryn Bigelow é a única mulher com um Oscar de Melhor Diretor no currículo

Kathryn Bigelow é a única mulher com um Oscar de Melhor Diretor no currículo (Kevin Winter/Staff/Getty Images)

5. Greta Gerwig figurou na lista de indicados a Melhor Diretor em 2018, por “Lady Bird”. Ela também concorreu a Melhor Roteiro Original pelo mesmo longa. Greta entrou no radar de Hollywood com “Frances Ha” e foi indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz de Comédia ou Musical pelo filme, em 2014. “Lady Bird” foi seu segundo trabalho como diretora e o terceiro – “Little Women” – estreia ainda esse ano.

Greta Gerwig concorreu ao Oscar de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original por “Lady Bird”

Greta Gerwig concorreu ao Oscar de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original por “Lady Bird” (Christopher Polk/Staff/Getty Images)