Famosos que também são escritores e você nem lembrava

Você acha que essa galera só arrasa nas novelas, filmes ou compondo belas canções? Eles também mandam muito bem quando o assunto é literatura!

Basta dar uma olhadinha nas prateleiras de bestsellers do último ano para encontrar, com certeza, uma boa quantidade de youtubers, cantores, atores e atrizes bombando por ali. Mas você consegue se lembrar de todo mundo que já circulou por estes locais? Separamos alguns famosos que também são escritores – e pode ser que as pessoas tenham esquecido desse detalhe.

1. Adriana Calcanhotto

Além de ser uma ótima cantora e compositora, Adriana Calcanhotto também arrasa na literatura. A morena tem, ao todo, seis livros publicados e todos voltados para o universo infantil.

O Poeta Aprendiz

 (Editora Quasi/Divulgação)

O primeiro título, lançado em 2003, foi “O Poeta Aprendiz”, originalmente escrito por Vinicius de Moraes, em 1958. Anos depois o livro virou canção na voz de Toquinho e em 2003 se tornou um livro-disco na voz de Adriana.

Veja também: Machado de Assis é homenageado pelo Google em 178º aniversário

A história gira em torno de um menino que sonha em ser poeta e descreve o universo infantil de forma muito bem humorada e de fácil entendimento para os pequenos.

Algumas Letras

 (Editora Quasi/Divulgação)

Ainda em 2003, Adriana lançou seu segundo livro: “Algumas Letras”, recheado com letras de canções já conhecidas por grande parte do público e com alguns poemas inéditos.

capa saga lusa

 (Editora Cobogó/Divulgação)

Em 2008, foi a vez da morena contar um pouco mais sobre os bastidores de sua turnê pela Europa no livro “Saga Lusa”. A história se inicia com a experiência de um voo Rio-Lisboa sem conseguir dormir e uma agenda cheia de compromissos em seguida, com direito a show onde falta energia elétrica e uma gripe para dar uma ~atrapalhada~ na viagem. Se a gente contar mais, vai estragar o resto!

Melchior, o mais melhor

 (Editora Cobogó/Divulgação)

A quarta experiência de Adriana na literatura foi no livro “Melchior, o mais melhor”, lançado em 2011, mas dessa vez como ilustradora. A história gira em torno de Melchior, um menino que nunca era o primeiro em nada, mas também não era o último. Até que um dia ele encontra um gênio dentro de uma bolinha de pingue-pongue e tem a chance de realizar o seu desejo, que é ser melhor do que os melhores.

Antologia Ilustrada

 (Editora Casa da Palavra/Divulgação)

Em 2014, foi a vez de lançar o livro “Antologia Ilustrada da Poesia Brasileira”. O livro é uma coletânea com diversos poemas do século XIX ao XXI, de Cecília Meireles a Gregório Duvivier, e convida o leitor (de qualquer idade) para conhecer este novo mundo incrível.

haicai do brasil

 (Editora Edições de Janeiro/Divulgação)

Ainda em 2014, a gaúcha também lançou o “Haicai do Brasil”, reunindo em um mesmo espaço nomes conhecidos como Paulo Leminski, Carlos Drummond de Andrade, entre outros.

2. Fernanda Takai

Nunca Subestime uma Mulherzinha

 (Editora Panda Books/Divulgação)

Fernanda Takai, além de mandar muito bem nos vocais do Pato Fu, também se aventura pelo mundo da literatura. O primeiro livro lançado por ela foi “Nunca Subestime uma Mulherzinha”, no ano de 2007. A publicação é um compilado de contos e crônicas, que foram anteriormente publicadas nos jornais Correio Braziliense e O Estado de Minas, onde Fernanda contava de forma bem humorada suas histórias que, claramente, poderiam fazer parte do dia a dia de qualquer mulher. Ah, e o prefácio do livro foi escrito por Zélia Duncan – lacração pura.

a mulher que nao queria acreditar

 (Editora Panda Books/Divulgação)

Em 2011, publicou “A Mulher Que Não Queria Acreditar”. É também recheada de contos e crônicas – desta vez, inéditas – que representam todas as facetas de Fernanda. É a artista falando do seu lado mulher, filha, mãe e revelando outras que a gente ainda não conhecia.

a gueixa e o panda vermelho

 (Editora Cobogó/Divulgação)

Já em 2013, surge “A Gueixa e o Panda Vermelho”. A ideia de escrever essa fábula surgiu depois de uma visita ao zoológico de Ueno, em Tóquio, no Japão. A história gira em torno de Yuki, uma jovem gueixa aprendiz que ainda não se sente preparada para mostrar os seus dotes e habilidades para os outros habitantes de seu bairro. Uma história levinha e encantadora.

3. Fernanda Torres

Além de arrasar nas telinhas e nos palcos – e de ser filha de uma das maiores atrizes da TV brasileira -, Fernanda Torres já tem dois livros lançados: “Fim” e “Sete Anos.”

capa do livro fim fernanda torres

 (Editora Companhia das Letras/Divulgação)

“Fim” ~nasceu~ em 2013 e conta a história de cinco amigos cariocas: Álvaro, Sílvio, Ribeiro, Neto e Ciro e suas mais distintas experiências na vida, no casamento, no trabalho, entre outros planos. Há graça, diversão e, claro, muita reflexão a cada página.

capa do livro sete anos fernanda torres

 (Editora Companhia das Letras/Divulgação)

Em 2014, foi a vez de Fernanda fazer uma reunião de suas principais crônicas e lançar “Sete Anos”. O livro é um compilado de textos lançados na revista Piauí, Veja Rio e no jornal Folha de S.Paulo, com assuntos que giram em torno de política, cinema, teatro e assuntos do cotidiano.

4. Jout Jout

Tudo bem, a gente sabe que todo mundo lembra do livro da Jout Jout, mas como deixá-la de fora dessa lista, não é mesmo?

capa do livro tá todo mundo mal

 (Editora Companhia das Letras/Divulgação)

Lançado em 2016, “Tá Todo Mundo Mal traz crônicas nas quais Julia Tolezano nos conta de maneira bem divertida sobre as “melhores” crises que já teve durante toda a sua vida. E os assuntos são os mais diversos, viu? Ela fala desde as crises que envolviam famílias até sobre o que fazer com os sushis que ela não aguentou comer durante um jantar.

5. Maitê Proença

Você pensou que Maitê Proença arrasava somente nas telinhas? Nãão! A loira já lançou seis livros, entre 2005 e 2015.

capa do livro entre ossos e a escrita

 (Editora Agir/)

“Entre Ossos e a Escrita” foi a primeira publicação lançada pela atriz, autora e diretora. O livro é uma reunião de suas crônicas – muito divertidas, por sinal – que já haviam sido publicadas na revista Época em 2003 e 2004.

capa do livro uma vida inventada e outras historias

 (Editora Agir/Divulgação)

 

“Uma Vida Inventada: Memórias Trocadas e Outras Histórias” foi o segundo livro lançado por Maitê, dessa vez em 2008. A história gira em torno de uma menina que, descobrindo o mundo, descobre a si mesma e dessa maneira nos guia entre uma mistura de ficção e memórias da própria escritora.

e duro ser cabra na etiopia

 (Editora Agir/Divulgação)

Já imaginou participar de um desafio de criar um texto com, no máximo, 1.500 caracteres e ver suas palavrinhas publicadas em um livro disponível no Brasil todo? Pois foi justamente assim que nasceu “É Duro Ser Cabra na Etiópia”, em 2013. Depois de lançar o desafio receber milhares de textos, Maitê selecionou os melhores e os uniu neste livro com um nome ~diferentão~.

capa do livro à beira do abismo me cresceram asas

 (Editora Giontri/Divulgação)

“À Beira do Abismo Me Cresceram Asas”, também foi lançado em 2013, e conta a história de duas amigas na casa dos 80 anos com enredos sobre: sexo, gênero e abandono. Ah. e vale lembrar que a história primeiro foi trazida ao Brasil como peça de teatro.

capa do livro todo vicios

 (Editora Record/Divulgação)

Em 2014, aconteceu o lançamento de “Todo Vícios”. Nesta publicação, Maitê nos conta sobre a vida de Stella, uma bela atriz e escultora, que se apaixona por João, um publicitário que beira a casa dos 50 anos e é viciado em remédios tarja preta. Além destas características, há ainda um grande ponto a ser observado: eles vivem apenas de diálogos por meio de redes sociais e sem um contato mais profundo.

capa do livro entre ossos agora

 (Editora Record/Divulgação)

“Entre Ossos Agora”, lançado em 2015, é mais um livro de crônicas na carreira da loira, só que dessa vez com as histórias que já conhecemos em “Entre Ossos e a Escrita” e mais 22 crônicas inéditas.

6. Maria Ribeiro

capa do livro trinta e oito e meio

 (Editora Língua Geral/Divulgação)

A atriz e apresentadora lançou o livro de crônicas “Trinta e Oito e Meio” em 2015. O conteúdo da publicação varia em torno de reflexões, desabafos e muito senso de humor que acaba nos guiando pela sua vida.

7. Mayana Neiva

Formada em Letras e Filosofia pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), a atriz, modelo e escritora Mayana Neiva lançou em 2011 um livro em homenagem aos seus sobrinhos, Marina e Francisco.

capa do livro sofia

 (Editora Grafset/Divulgação)

“Sofia”, conta a história de uma garota muito sonhadora que vê a sua vida mudar a partir do momento em que engole o sol. Sim, amiga, é isso mesmo! Uma boa dica para de dar de presente para os pequenos no natal, né.

8. Mel Fronckowiak

capa do livro inclassificavel

 (Editora Rubra/)

Mel Fronckowiak é atriz, modelo, cantora e, claro, escritora. Em 2013, a morena fez parte da novela e da banda Rebelde (versão Brasil) e aproveitou a experiência de viajar por diferentes lugares do país para escrever “Inclassificável”, que circula entre a vida da gata dentro e fora dos palcos, mas sem ser um diário de bordo ou algo do tipo.

9. Nívea Stellman

nivea stellman e lua veiga na estreia do livro dedo podre

 (Site Saraiva Conteúdo/Divulgação)

Já imaginou poder ler um guia de como se livrar daquele boy “lixo”? Nivea Stellman e Lua Veiga pensaram e criaram o livro, lançado em 2013, para contar experiências reais de antigos relacionamentos que não deram certo e de como superar esse lance pesado em nossas vidas. Afinal, nenhum término é fácil, não é mesmo?

10. Paola Carosella

capa do livro todas as sextas

 (Editora Melhoramentos/Divulgação)

Paola Carosella, além de mandar muito bem na cozinha, na bancada de jurados do Masterchef e ainda servir de inspiração para muitas mulheres, aproveitou o ano de 2016 para se aventurar na literatura com o livro “Todas As Sextas”.

A publicação reúne mais de 90 receitas do menu executivo do restaurante Arturito, localizado em São Paulo e do qual Paolla é dona, e conta com comentários da própria chefe em cada receita e um relato autobiográfico incrível.

 

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!