Filme com Carol Duarte e Fernanda Montenegro é premiado em Cannes

'A Vida Invisível de Eurídice Gusmão': filme brasileiro assinado por cineasta cearense se destaca num dos mais importantes festivais do mundo.

Notícia boa! O filme brasileiro ‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão‘ ganhou o prêmio da mostra “Un Certain Regard” (Um Certo Olhar, em português) nesta sexta-feira (24), no Festival de Cannes.

Dirigido e corroterizado pelo cearense Karim Aïnouz, a trama conta a história de duas irmãs que vivem no Rio de Janeiro dos anos 50, rodeadas de homens machistas. Eurídice é uma jovem talentosa que sonha em ser pianista. Guida é sua irmã mais velha e tem o oposto de seu temperamento. As pressões em volta dessas mulheres fazem com que elas tomem caminhos divergentes.

O longa é baseado no livro homônimo da autora Martha Batalha. O roteiro da adaptação é assinada por Inés Bortagaray, junto com Karim. 

As atrizes Carol Duarte e Fernanda Montenegro vivem a personagem principal em diferentes épocas. Júlia Stockler divide a tela com Carol, na fase mais jovem, e interpreta sua irmã Guida.

O diretor do longa contou para o The Hollywood Reporter que a vitória brasileira é muito significativa e que envolve o contexto social em que vivemos atualmente. “É um grande prazer representar o Brasil. Nós estamos passando por algo (no país) agora que é muito muito difícil, e que tem a ver com intolerância”.

A premiação Um Certo Olhar traz filmes com linguagem experimental e tem como função prestigiar as diferentes maneiras de se fazer cinema. O elenco de ‘A Vida Invisível de Eurídice Gusmão’ ainda reúne Gregório Duvivier, Márcio Vito Nikolas Antunes.

Essa já é a terceira vez em que Karim participa da premiação em Cannes – as outras duas foram em 2002, com ‘Madame Satã‘, e em 2011, com ‘O Abismo Prateado‘. O cearense é o mesmo diretor de ‘Praia do Futuro’, filme de 2014.

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆