10 filmes da Netflix pouco conhecidos que você vai amar assistir

Quer algo além dos sucessos de bilheteria? Aqui tem uma seleção de filmes ótimos que não causaram tanto burburinho assim

Você conhece bem o esquema: diante das centenas de títulos em cada categoria dos filmes da Netflix, não é difícil gastar mais tempo tentando encontrar algo diferente do que efetivamente vendo o filme escolhido. Também não é nada raro acabar optando por algum já mais conhecido, aquele sucesso de bilheteria mesmo, porque acabou a paciência para ler tantas sinopses.

Se vira e mexe você fica com uma sensação de que poderia aproveitar melhor o catálogo gigantesco, estamos aqui para ajudá-la a começar esta missão. Selecionamos 10 filmes pouco conhecidos da Netflix que você vai amar assistir.

Anatomy of a Love Seen (Anatomia de uma Cena de Amor)

 (Divulgação/Divulgação)

Atrizes e atores que trabalham juntos vivem se apaixonando, e é este o pano de fundo deste drama romântico. Zoe (Sharon Hinnendael) e Mal (Jill Evyn) caem de amores uma pela outra enquanto gravam uma cena romântica de um filme e engatam um namoro lindo. Cinco meses depois, porém, Mal termina tudo sem deixar muito claro por que e Zoe fica um trapo. Ok, tudo passa, bola pra frente. O problema é que aquele filme lá do início é comprado por uma empresa de distribuição que tem só uma exigência: que a cena de amor seja regravada. Torta de climão é pouco, mas a história é conduzida com uma delicadeza incrível.

Beijando Jessica Stein

 (Divulgação/Divulgação)

Baseada em uma peça off-Braodway, esta é uma comédia romântica sobre duas mulheres que, por motivos diferentes, buscam companhia feminina. Jessica (Jennifer Westfeldt) é uma jornalista neurótica que só teve relacionamentos furados e decide não se envolver com mais ninguém. Já Helen (Heather Juergensen) é uma curadora de arte ninfomaníaca que, cansada de tanto homem, coloca um anúncio no jornal procurando uma mulher. Jessica responde o anúncio, achando que é para fazer amizade (nhoim!). É um filme levinho, para ver e rir sem compromisso. De bonus, tem o Jon Hamm no comecinho da carreira.

Cavaleiro de Copas

 (Divulgação/Divulgação)

Apesar do super elenco – todos os protagonistas já tinham Oscar quando o filme foi feito –, esta produção passou meio batida, sabe-se lá por quê. Rick (Christian Bale) é um cara que leva uma vida que muitos acham um sonho, cheia de festas, luxo e mulheres. Só que em um certo ponto bate aquele “o que estou fazendo?” nele e começa toda uma busca pelo sentido da vida. Suas reflexões são acompanhadas por parceiras como Elizabeth (Natalie Portman) e Nancy (Cate Blanchett). Trata-se de um drama romântico com direção de Terrence Malick (o mesmo de A Árvore da Vida), então se prepare para um filme bem denso.

Dançando em Silêncio

 (Divulgação/Divulgação)

Europeus sabem fazer filmes sobre a vida real, sem muitos rodeios, como poucos. É o caso do alemão Dançando em Silêncio. Luca (Martina Schöne-Radunski) enfrenta a depressão, a mãe severa demais e o namorado abusivo enquanto mantém um mínimo de sanidade cuidando de sua cadelinha, Mata. Quando ela decide finalmente tirar seu diploma de ensino médio, começa a tomar as rédeas da própria vida de uma forma bem legal. É um filme curto, com menos de uma hora e meia de duração, que mostra com muita clareza as dificuldades cotidianas da depressão.

De Volta para Casa

 (Divulgação/Divulgação)

Comédia romântica água com açúcar para ver de boas, sem esperar questionamentos sobre a vida e o universo no final. Melody (Jennie Garth) é uma executiva que vive para trabalhar, ama viver em uma metrópole e recebe a missão de convencer os moradores de sua minúscula cidade natal a apoiarem a construção de uma loja. Apesar de achar tudo um tédio, o trabalho vai bem. Até que ela leva um tombo e acorda em uma realidade paralela em que nunca saiu de lá e é casada com seu namoradinho da época da escola, Carter (Cameron Mathison). É um filme bem alto astral, para passar o tempo mesmo.

Ex_Machina – Instinto Artificial

 (Divulgação/Divulgação)

Inteligência artificial é um assunto que está em alta em séries (como Agents of SHIELD) e filmes (Transcendence: A Revolução, por exemplo) e é o fio condutor de Ex_Machina. Ava (Alicia Vikander) é uma robô desenvolvida em segredo por um CEO de informática (Oscar Isaac) e que será testada por um de seus funcionários, o prodígio Caleb (Domhnall Gleeson). A interação entre Ava e Caleb nos traz vários conflitos de consciência. Robôs têm sentimentos? Precisamos ter tato para lidar com eles? Até que ponto a inteligência artificial torna uma máquina parecida com uma pessoa? Será que no futuro conviveremos com eles como amigas?

Flores Raras

 (Divulgação/Divulgação)

A história real do romance entre a poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (vivida por Miranda Otto) e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (interpretada por Glória Pires) é o enredo do filme. Além do amor arrebatador – que não tem nenhuma cena ~pesada~ de sexo, mas é muito forte –, chamam a atenção as abordagens das diferenças culturais das duas e da ditadura militar brasileira, já que tudo se passa nos anos 1960. Também é interessante ver Glória atuando em um inglês perfeito.

Goats (Ovelha Negra)

 (Divulgação/Divulgação)

David Duchovny adora fazer filmes independentes, e este é um deles. Ellis (Graham Phillips) se prepara para ir para a faculdade – naquele esquema americano de ir para o outro lado do país e se separar da família – e precisa conseguir se despedir emocionalmente da mãe, uma mulher super gente boa e new age (vivida por Vera Farmiga) e do cara mais próximo de um pai que ele tem, o Goat Man (Duchovny). É uma comédia da qual você não vai rir descontroladamente, mas estará com um sorrisinho nos lábios em quase todas as cenas, sabe?

Hurricane Bianca

 (Divulgação/Divulgação)

Aproveitando o estrelato alcançado ao vencer a sexta edição da Ru Paul’s Drag Race, Bianca Del Rio é a estrela desta comédia escrachada. No começo do filme, Roy Haylock (o ator e criador de Bianca) aparece sem a montação toda no papel de Richard, um professor de Nova York que é demitido de uma escola no Texas por ser gay. Jurando vingança contra toda a cidade, ele volta como a malvada Bianca e conquista a vaga aberta. Daí é um festival de tiradas inteligentes e sarcásticas, piadas ótimas e looks incríveis. Ficar sem rir com este filme? Not today, honey, not today.

Nu

 (Divulgação/Divulgação)

Os filmes sempre gostam de mostrar noivas à beira de um ataque de nervos antes de subir ao altar, mas aqui é o noivo que está quase tendo um treco. Rob (Marlon Wayans) está neurótico nas horas anteriores à cerimônia de seu casamento, mas precisa resolver algumas questões pendentes antes de dizer “sim”. A solução encontrada pelo universo é fazer com que ele reviva essas horas várias vezes, no melhor estilo Feitiço do Tempo, até estar com tudo certinho. O fato de ele estar pelado a maior parte do tempo não ajuda muito, claro. Pode-se dizer que é uma comédia romântica mais comédia do que romântica.

☆ Descubra o significado de VÊNUS no seu Mapa Astral ☆