‘O nome dela é Jennifer’: a música que virou meme e é o hit do verão 2019

A música gravada por Gabriel Diniz não para de tocar já alcançou o primeiro lugar do Brasil no Spotify.

Siga o mdemulher no Instagram

O nome dela é Jennifer, eu encontrei ela no Tinder. E não é minha namorada, mas poderia ser”. É bem provável que você já tenha se deparado com as estrofes que mais estão bombando no Brasil atualmente – seja através de caixas de som na rua, ou por posts nas redes sociais. 

A música do paraibano Gabriel Diniz, batizada apenas de “Jenifer”, foi lançada meses atrás e começou a fazer sucesso entre os fãs de música sertaneja no final de 2018. Aí, em pouco tempo, a tal Jenifer do Tinder virou meme e hoje a música já é considerada o hit oficial do verão 2019.

No Spotify a faixa estourou e foi parar no primeiro lugar dentre as músicas mais tocadas no país. No YouTube as visualizações do clipe também explodiram rapidamente e, através dos comentários, muita gente diz que chegou ao vídeo por causa dos memes.

Aliás, um dos memes mais populares faz referência ao clipe, que é protagonizado por Gabriel e pela atriz Mariana Xavier. Ela interpreta a Marcelina em “Minha Mãe é Uma Peça” e também é a famosa Jenifer.

Antes de “Jenifer”, Gabriel Diniz era pouco conhecido pelo grande público. Nas redes sociais, muita gente revela surpresa ao saber da identidade do cantor, pois a voz dele é parecida com a de Wesley Safadão

E como acontece com tantos hits improváveis, “Jenifer” passou perto de ser engavetada por seus oito compositores – o grupo goiano Big Jhows. De início, ninguém botava muita fé na música, que chegou a parar nas mãos de Gusttavo Lima – ele assinou contrato para grava-la e acabou desistindo. Depois disso, Gabriel resolveu investir na ideia e a aposta deu certo.

“É uma música diferente. É minha cara: alegre, ousada, irreverente. Eu sei que brasileiro gosta da fuleiragem, da cachorrada. É a cara do Brasil: a resenha, a brincadeira, o bom humor. Eu sabia que ia ser estouro”, disse ao G1

Confira aqui outros memes e a repercussão em torno de “Jenifer”: